Após denúncias, empresa de Harvey Weinstein é vendida e mudará de nome

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2018 09h52
EFEHarvey Weinstein, produtor denunciado por Cara Delevingne, Ashley Judd, Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow

As denúncias de abuso e assédio sexual feitas sobre Harvey Weinstein não param de render. Depois de o produtor receber novas acusações e correr o risco de pegar prisão perpétua, a empresa comandada por ele, a The Weinstein Company, finalmente foi vendida. Desde o início do escândalo, ela já havia decretado falência e passava por extensas negociações.

Segundo informações da Variety, a responsável pela compra foi a Lantern Capital, companhia que desembolsou 289 milhões de dólares para adquirir, além das ações e do catálogo de quase 280 filmes, as dívidas deixadas por Weinstein.

Alguns detalhes do contrato, entre eles a possibilidade de explorar ou não as maiores produções de sucesso da The Weinstein Company (como Django Livre e O Lado Bom da Vida), não foram divulgados. A publicação anunciou ainda que o nome será mudado e a empresa passará a se chamar Lantern Entertainment.