Após polícia abrir inquérito por racismo, torcidas de participantes do ‘BBB 19’ pedem desculpas

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 19h29
Reprodução/GloboPaula, do 'BBB 19', está sendo investigada por racismo e intolerância religiosa

Os familiares, amigos e simpatizantes de Maycon e Paula, do “BBB 19“, usaram as redes sociais nesta segunda-feira (11) para se desculparem pelas palavras e atos dos participantes. Ambos são alvo de um inquérito instaurado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro para apurar se houve crime racial ou de intolerância religiosa no programa.

“Nós, adms, amigos e família, viemos publicamente nos desculpar por alguém que de alguma forma tenha se sentido desrespeitado pelos comentários feitos devido a falta de instrução e conhecimento por parte do Maycon. Essas desculpas também virão da parte dele aqui fora!”, escreveu o perfil oficial de Maycon Santos no Twitter.

Já o perfil oficial de Paula von Sperling falou em “demonstração de primitivismo” da participante e prometeu não “passar a mão na cabeça” dela quando a bacharel em Direito sair da casa.

Maycon e Paula foram criticados nas redes sociais por comentários considerados racistas e intolerantes sobre Rodrigo e Gabriela, principalmente. Paula, por exemplo, afirmou ter medo de Rodrigo por causa de sua religião. “Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece. Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior”, disse.

Já Maycon afirmou ter sentido um arrepio ao ver Rodrigo e Gabriela dançando “músicas esquisitas”. “Cumprimentei, conversei, de repente eu senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas. Olhei para os dois, num sincronismo legal. Achei legal, juro por Deus. De repente, comecei a olhar e escutar uns negócios. ‘Não faça igual a eles’. Aí veio Jesus Cristo em minha mente. ‘Não para aqui. Para a vida inteira. Se fizer igual a eles, eles ganharão mais força’. Eu não sou doido”, contou em conversa com Diego.