“Bohemian Rhapsody” e “Green Book – O Guia” brilham no Globo de Ouro

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2019 02h35
EFE"Bohemian Rhapsody", que conta a história do Queen, brilhou no Globo de Ouro

Os filmes “Bohemian Rhapsody” e “Green Book – O Guia” foram os grandes protagonistas do Globo de Ouro 2019, neste domingo (6). O filme que conta a história do Queen foi eleito o melhor filme de drama, e Rami Malek, que interpretou Freddie Mercury, foi o melhor ator em filme de drama. Já o longa de Peter Farrelly foi o maior vencedor da noite, com três prêmios: melhor filme de comédia ou musical, melhor roteiro e melhor ator coadjuvante, com Mahershala Ali.

Entre as séries, “O Método Kominsky”, da Netflix, levou o prêmio de melhor série de comédia ou musical, enquanto o protagonista Michael Douglas ficou com o troféu de melhor ator em série de comédia ou musical. “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” também levou duas categorias: melhor série limitada ou filme para TV e melhor ator em série limitada ou filme para TV, com Darren Criss.

Outros destaques da noite foram o filme “Roma”, da Netflix, que levou o prêmio de melhor filme em língua estrangeira e rendeu o troféu de melhor diretor a Alfonso Cuarón. Glenn Close, de “A Esposa”, foi escolhida a melhor atriz em filme de drama, e Olivia Colman, de “A Favorita”, a melhor atriz em filme de comédia ou musical. O melhor ator em filme de comédia ou musical foi Christian Bale, por “Vice”.

Nas categorias de cinema, a decepção foi “Nasce Uma Estrela”. O filme foi indicado a cinco prêmios, mas só ganhou o de melhor canção original, com “Shallow”, interpretada pela protagonista Lady Gaga.

Na TV, as séries dos serviços de streaming foram bem. Rachel Brosnahan, de “A Maravilhosa Sra. Maisel”, da Amazon, levou o troféu de melhor atriz em série de comédia ou musical pelo segundo ano consecutivo. Já Sandra Oh, que apresentou a premiação com Andy Samberg, foi eleita a melhor atriz em série de drama por “Killing Eve”, do Hulu. Além de “O Método Kominsky”, a Netflix foi lembrada na categoria de melhor ator em série de drama, que premiou Richard Madden por “Segurança em Jogo”.

A última temporada de “The Americans” rendeu à série seu primeiro troféu de melhor série de drama, enquanto Patricia Arquette foi a melhor atriz em série limitada ou filme para TV por “Escape at Dannemora”.

Veja abaixo os vencedores do Globo de Ouro 2019:

Cinema

Melhor filme – drama
“Bohemian Rhapsody”

Melhor filme – comédia ou musical
“Green Book – O Guia”

Melhor atriz em filme de drama
Glenn Close – “A Esposa”

Melhor ator em filme de drama
Rami Malek – “Bohemian Rhapsody”

Melhor atriz em filme de comédia ou musical
Olivia Colman – “A Favorita”

Melhor ator em filme de comédia ou musical
Christian Bale – “Vice”

Melhor atriz coadjuvante
Regina King – “Se A Rua Beale Falasse”

Melhor ator coadjuvante
Mahershala Ali – “Green Book – O Guia”

Melhor diretor
Alfonso Cuaron – “Roma”

Melhor roteiro
“Green Book – O Guia”

Melhor animação
“Homem Aranha: No Aranhaverso”

Melhor filme em língua estrangeira
“Roma”

Melhor trilha sonora
Justin Hurwitz – “Primeiro Homem”

Melhor música
“Shallow” – Lady Gaga (“Nasce Uma Estrela”)

TV

Melhor série de drama
“The Americans” (FX)

Melhor série de comédia ou musical
“O Método Kominsky” (Netflix)

Melhor série limitada ou filme para TV
“The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV
Patricia Arquette – “Escape at Dannemora” (Showtime)

Melhor ator em série limitada ou filme para TV
Darren Criss – “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)

Melhor atriz em série de drama
Sandra Oh – “Killing Eve” (Hulu)

Melhor ator em série de drama
Richard Madden – “Segurança em Jogo” (Netflix)

Melhor atriz em série de comédia ou musical
Rachel Brosnahan – “A Maravilhosa Sra. Maisel” (Amazon)

Melhor ator em série de comédia ou musical
Michael Douglas – “O Método Kominsky” (Netflix)

Melhor atriz coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV
Patricia Clarkson – “Sharp Objects” (HBO)

Melhor ator coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV
Ben Whishaw – “A Very English Scandal” (BBC)