‘Bohemian Rhapsody’: editor admite erros no vencedor do Oscar por Melhor Edição

  • Por Jovem Pan
  • 18/03/2019 15h54
ReproduçãoBiografia de Freddy Mercury ganhou, ao todo, quatro estatuetas no Oscar 2019

Bohemian Rhapsody” ainda rende polêmicas. A biografia de Freddie Mercury, vencedora do Oscar de Melhor Edição, além de outras quatro estatuetas, foi muito criticada por sua montagem, digamos, confusa.

Em entrevista ao “Washignton Post”, John Ottman, editor do filme, admitiu que seu trabalho foi impactado com todas as mudanças durante a produção. Faltando três semanas para o fim das gravações, o diretor Bryan Singer foi demitido do filme por causa das acusações de abusos sexuais.

Dexter Fletcher foi o responsável por finalizar a produção, mas decidiu refilmar algumas cenas e, após as exibições testes para o público, quis colocar mais dos primeiros anos do Queen no longa.

Coube ao editor, então, “esticar” as primeiras cenas, mesmo sem tempo de trabalhar na união do grupo com executivo John Reid. Esse momento do filme, aliás, foi um dos mais criticados na internet. Assista abaixo a sequência:

“Sempre que revejo essa cena quero colocar um saco na minha cabeça. Essa não é a minha estética. Se um dia existir uma versão estendida do filme, na qual eu possa trabalhar em algumas cenas novamente, com certeza vou mexer nessa”, disse Ottman sobre a tão criticada sequência da banda com Reid.

Sobre a sequência final, do show no Live Aid, Ottman revelou que passou várias semanas se dedicando à ela, pois era o que iria determinar se o filme seria bom ou ruim.

“Não importa o quão bom o filme tinha sido até aquele ponto. Se o festival não funcionasse, tudo ia por água abaixo. Não podíamos dar a sensação de que estávamos cortando algo do público. Se percebessem os cortes, não seria a experiência que foi”, afirmou.