‘Chernobyl’: Conheça as histórias reais dos personagens da série da HBO

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2019 15h54
Divulgação/HBOA série "Chernobyl" é exibida no Brasil pela HBO

Mais de 30 anos após o acidente nuclear em Chernobil, que aconteceu em 1986 na antiga União Soviética, o assunto voltou a ser discutido na minissérie “Chernobyl“, exibida no Brasil pela HBO. O drama narra as histórias por trás do desastre e já é sucesso de crítica e audiência.

Apesar de ser uma série roteirizada, “Chernobyl” relata boa parte dos eventos como eles aconteceram e tem personagens reais. Do ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbatchov a Valery Legasov, o chefe da comissão que investigou o desastre, conheça as histórias das figuras que aparecem na série:

Valery Legasov

Valery Legasov foi um especialista em química inorgânica e membro da Academia de Ciências da União Soviética. Até hoje, ele é lembrado pelo trabalho no desastre de Chernobil. Legasov foi o responsável por informar o governo sobre a situação na região e tomar decisões sobre o que deveria ser feito. Ele também alertou a imprensa e os colegas cientistas sobre o que realmente estava acontecendo na área. O químico cometeu suicídio em abril de 1988. Antes, ele gravou uma série de fitas contando fatos desconhecidos sobre o desastre – o que inspira a série da HBO. Ele é interpretado por Jared Harris.

Boris Shcherbina

Boris Shcherbina foi o vice-presidente do Conselho de Ministros da União Soviética entre 1984 e 1989 e supervisionou o gerenciamento da crise em Chernobil. Depois disso, em 1988, ele fez um trabalho similar em um terremoto na Armênia, que matou quase 40 mil pessoas. Shcherbina morreu em 1990. Ele é interpretado por Stellan Skarsgård.

Anatoly Dyatlov

Anatoly Dyatlov era o vice-engenheiro-chefe da Usina Nuclear de Chernobil e estava supervisionando o experimento que resultou no acidente. Por causa disso, ele foi condenado a 10 anos de prisão por manipulação criminosa de instalações potencialmente explosivas, junto com Nikolai Fomin e Viktor Bryukhanov, mas cumpriu apenas cinco anos da sentença. Antes de trabalhar na usina, Dyatlov instalava reatores em submarinos. Em um acidente nuclear no antigo trabalho, ele recebeu uma dose de 200 rem de radiação. Ele é interpretado por Paul Ritter,

Lyudmilla Ignatenko

Lyudmilla Ignatenko era a esposa do bombeiro Vasily Ignatenko, que foi um dos primeiro a combater o incêndio na usina após o acidente. Alguns detalhes sobre ela foram modificados na série. A história de Lyudmilla foi contada no livro “Vozes De Tchernóbil – A História Oral Do Desastre Nuclear”, de Svetlana Alexijevich. Ela perdeu a filha pouco após seu nascimento. Depois disso, Lyudmilla teve outro relacionamento e foi morar em Kiev, na Ucrânia. Ela é interpretada por Jessie Buckley.

Viktor Bryukhanov

Viktor Bryukhanov era o gerente da usina de Chernobil. Ele negou enquanto pode que houve a explosão do reator. Depois do acidente, o engenheiro foi condenado a 10 anos de prisão, mas cumpriu apenas cinco anos da pena. Ele é interpratado por Con O’Neill.

Nikolai Fomin

Nikolai Fomin era o engenheiro-chefe da usina de Chernobil. Ele ordenou que Anatoly Sitnikov fosse até o telhado da usina para ver o estado do reator, o que fez com que o rapaz fosse exposto a uma dose mortal de radiação. Fomin também foi condenado a 10 anos de prisão, mas foi solto após sofrer um colapso nervoso e ter tentado se matar. Ele é interpretado por Adrian Rawlins.

Aleksandr Akimov

Aleksandr Akimov era o supervisor da usina de Chernobil no turno da noite no dia em quando o acidente aconteceu. Ele inicialmente se recusou a fazer o teste que causou o desastre, mas foi pressionado por Anatoly Dyatlov, que ameaçou demiti-lo. Ele morreu duas semanas depois da tragédia, aos 33 anos, por causa da exposição à radiação. Ele é interpretado por Sam Troughton.

Mikhail Gorbatchov

Mikhail Gorbatchov é ex-presidente da União Soviética, governando entre março de 1990 e dezembro de 1991. Na época do acidente em Chernobil, ele era Secretário-Geral do Partido Comunista. O político foi o responsável por informar a nação e outros países sobre o que acontecia. Em falas na TV, ele chegou a dizer que o desastre evidenciava os problemas da sociedade soviética. Anos depois, o ex-presidente disse que a tragédia fez com que ele visse até onde chegava a falta de transparência do governo soviético. Gorbatchov venceu um prêmio Nobel da Paz e foi fundamental para o fim da Guerra Fria. Em “Chernobyl”, ele é interpretado por David Dencik.