Cinebiografia do Queen não ignora sexualidade de Freddie Mercury, garante astro

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2018 16h17
ReproduçãoRami Malek como Freddie Mercury em cena de "Bohemian Rhapsody"

Rami Malek, responsável por interpretar Freddie Mercury em “Bohemian Rhapsody”, rebateu as críticas dos fãs de que a cinebiografia do Queen irá se esquivar da sexualidade do frontman da banda. O ator garantiu que o assunto, assim como a trágica morte de Mercury por Aids, estarão no filme.

“É uma pena que as pessoas estejam fazendo considerações depois de um teaser de um minuto em que você só quer ver as músicas. É difícil”, lamentou Malek em entrevista à Attitude.

“Deixe-me dizer que eu não acho que o filme evita a sexualidade e doença que o consumiu, que é, obviamente, a Aids. Não sei como poderíamos evitar isso ou se alguém sequer faria isso. É meio absurdo que estejam julgando o filme pelo trailer de um minuto”, desabafou.

Malek disse ainda que a morte de Freddie Mercury é um momento importante do filme e foi abordada de “maneira delicada”. “É um momento triste, mas empoderador de certa forma”, falou. “Essa pandemia ainda é uma ameaça terrível para muitos. É uma realidade para tantos e acho que seria vergonhoso não falar sobre isso”.

“Bohemian Rhapsody” estreia dia 1º de novembro no Brasil.