Diretor de “Os Intocáveis” prepara filme inspirado no caso “Weinstein”

  • Por EFE
  • 01/06/2018 17h46
EFE/ Peter FoleyHarvey Weinstein se entrega à polícia de Nova York no dia 25 de maio

O cineasta americano Brian de Palma, conhecido por dirigir os clássicos “Os Intocáveis”, “Carrie, a Estranha” e “Scarface”, prepara um filme sobre o “caso Weinstein” e está em negociações com um produtor francês para que o longa saia do papel. O próprio cineasta deu a informação em entrevista publicada nesta sexta-feira (1) pelo jornal francês Le Parisien.

“Estou escrevendo um filme sobre este escândalo e estou negociando com um produtor francês”, indicou De Palma. O cineasta acrescentou que “o personagem não se chamará Harvey Weinstein“, mas que “será um filme de medo com um agressor sexual e se passará na indústria do cinema”.

De Palma não deu mais detalhes sobre o projeto baseado nas múltiplas denúncias de agressão sexual contra Weinstein, que está atualmente em liberdade provisória após o pagamento de fiança e é acusado oficialmente de estupro e outros atos criminosos de cunho sexual.

O caso será alvo de outras adaptações cinematográficas, como a que será realizada pela companhia Plan B, de Brad Pitt, responsável por “12 Anos de Escravidão”, ou a que pretende realizar a Anapurna Pictures, que está por trás de títulos como “A Hora Mais Escura” e “Trama Fantasma”.

De Palma, que está na França para apresentar seu primeiro romance “Are Snakes Necessary?”, escrito junto a Susan Lehman, e para assistir a uma retrospectiva de seu trabalho na Cinemateca de Paris, também se referiu às plataformas audiovisuais como Netflix.

O diretor afirmou que não quer trabalhar para a plataforma de streaming porque necessita “da grande tela”, já que é considerado “um estilista visual”. Ele também foi muito crítico com Hollywood, dizendo que “os filmes de dinossauros e super-heróis são só para crianças” e não permite “fazer filmes sérios”.