Ellen Page diz que ataque a Jussie Smollett foi incentivado por discurso de Trump: ‘Ligue os pontos’

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2019 18h42
Reprodução/Comedy CentralVisivelmente emocionada, Ellen Page atacou o presidente Donald Trump e o vice Mike Pence

A atriz Ellen Page afirmou que o ataque homofóbico e racista sofrido por Jussie Smollett foi incentivado pelo discurso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e de seu vice, Mike Pence. “Ligue os pontos”, pediu Page em entrevista ao programa “Late Show with Stephen Colbert” nesta quinta-feira (31).

Apesar de não conhecer pessoalmente Jussie Smollett, Ellen Page ofereceu apoio ao ator, que foi espancado em Chicago nesta semana em um ataque com motivações racistas e homofóbicas. Ellen, que é abertamente homossexual e casada com uma mulher, ligou o incidente ao discurso promovido pelo governo dos Estados Unidos.

“Eu estou brava, mas é impossível não se sentir assim com o presidente [Donald Trump] e o vice-presidente Mike Pence, que queria que eu não pudesse me casar”, disse Page. “O vice-presidente dos Estados Unidos queria que eu não tivesse o amor da minha esposa. Ele queria banir isso em Indiana. Ele acredita na terapia de conversão. Ele machucou muito a comunidade LGBTQ quando era governador de Indiana”, afirmou.

“Acho que o que a gente deve fazer agora é ligar os pontos entre isso e o que aconteceu com o Justin”, disse Ellen Page. “É isso o que acontece. Se você está em uma posição de poder e odeia as pessoas e quer causar sofrimento a elas, você passa a carreira toda tentando causar sofrimento”, declarou.

Visivelmente emocionada, a artista continuou atacando o governo americano. “O que você acha que vai acontecer? As crianças vão ser humilhadas e vão se matar. As pessoas vão apanhar nas ruas. Eu viajei o mundo e conheci as pessoas mais marginalizadas possíveis. Eu tenho sorte por ter o privilégio de dizer isso. Isso precisa acabar”, disse.

Ellen Page é uma das estrelas de “The Umbrella Academy”, série que estreia na Netflix em 15 de fevereiro.