SAG Awards: ‘Pantera Negra’ triunfa na premiação; veja vencedores

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2019 06h55
EFEElenco de "Pantera Negra" foi premiado no SAG Awards 2019

“Pantera Negra” segue fazendo história e saiu vencedor na 25ª edição dos prêmios do Sindicato de Atores dos Estados Unidos (Screen Actors Guild Awards) ao levar o prêmio de melhor elenco, neste domingo (27).

O filme da Marvel, que arrecadou US$ 1,34 bilhão no mundo todo, continua assim abrindo caminho para a diversidade em Hollywood após ser o primeiro longa de super-heróis com um protagonista negro.

Além disso, “Pantera Negra” se transformou nesta semana a primeira produção de super-heróis a ser indicada ao Oscar de melhor filme.

Em uma temporada de prêmios de Hollywood bastante aberta e sem favoritos claros, Rami Malek e Glenn Close confirmaram suas chances para levar a estatueta do Oscar ao ganharem o prêmio de melhor ator e melhor atriz, respectivamente.

“Agradeço ao Queen e a Freddie Mercury”, disse o protagonista de “Bohemian Rhapsody”.

“Recebi algum poder dele (Mercury) sobre o que é dar um passo à frente e viver a vida ao máximo: ser exatamente o que quiser ser e conseguir tudo o que deseja”, acrescentou.

Close, ganhadora por “A Esposa”, ressaltou o poder artístico do cinema, já que permite recriar o que acontece quando duas pessoas se olham aos olhos.

Por sua vez, Mahershala Ali, que já recebeu o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante por “Green Book – O Guia”, reforçou sua condição de favorito ao Oscar nesta categoria levar a estatueta nesta noite.

E Emily Blunt, que não foi indicada ao Oscar nem por “O Retorno de Mary Poppins” e nem por “Um Lugar Silencioso”, se vingou neste domingo.

A britânica levou o reconhecimento de melhor atriz coadjuvante por “Um Lugar Silencioso” e o dedicou especialmente ao seu marido John Krasinski, diretor e coprotagonista deste filme.

Séries 

“The Marvelous Mrs. Maisel”, a série do Amazon sobre uma monologuista nos anos 50, arrasou na seção de melhor série de comédia.

Assim, Rachel Brosnahan levou o prêmio de melhor atriz cômica, Tony Shalhoub o prêmio de melhor ator comediante e o elenco por completo ganhou as distinções de melhor elenco de uma série de comédia.

Quanto aos prêmios dramáticos de televisão, Jason Bateman obteve a estatueta de melhor ator por “Ozark”, Sandra Oh se proclamou vencedora como melhor atriz por “Killing Eve”, e o elenco de “This is Us” venceu com o prêmio ao melhor elenco.

Darren Criss foi eleito Melhor ator em telefilme ou minissérie graças a “American Crime Story: The Assassination Of Gianni Versace”, enquanto Patricia Arquette foi proclamada melhor atriz na mesma seção por “Escape at Dannemora”.

Arquette foi protagonista de um dos momentos mais comentados da noite ao lembrar do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e da suposta ingerência russa nas eleições de 2016.

“Obrigada, Robert Mueller, e a todos os que trabalham para garantir que temos soberania nos Estados Unidos”, disse em referência ao procurador especial à frente desta investigação.

Por último, o lendário intérprete Alan Alda recebeu hoje um prêmio especial pela sua carreira e ressaltou que uma das grandezas de sua profissão é poder entrar na cabeça dos personagens que encarna.

“Talvez nunca tenha sido mais urgente ver o mundo através dos olhos de outra pessoa. Quando uma cultura está dividida tão marcadamente, os atores podem ajudar, pelo menos um pouco, simplesmente fazendo o que fazem”, afirmou.

*Com Agência EFE