Vencedor do Oscar, equipe de efeitos visuais de ‘Bohemian Rhapsody’ ainda não foi paga

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2019 14h38
ReproduçãoSindicato denunciou à imprensa que funcionários ainda não foram pagos

A equipe por trás dos efeitos especiais de “Bohemian Rhapsody” ainda não recebeu seu pagamento, segundo o jornal “The Guardian”.

De acordo com a publicação, a produtora britânica Halo VFX, responsável pelos efeitos especiais do filme, abriu um processo de falência e deve cerca de 53 mil libras esterlinas (equivalente a R$ 263 mil) aos seus funcionários.

O caso foi denunciado à imprensa pelo sindicato da mídia e entretenimento britânico Bectu e, segundo os representantes, exemplifica a necessidade de regras mais claras para o pagamento de funcionários quando uma empresa da indústria cinematográfica declara falência.

“Não é aceitável que artistas de efeitos visuais que contribuíram para o sucesso de uma produção multimilionária não sejam pagos pelo seu esforço e talento”, declarou Paul Evans, representante do sindicato.

A associação aproveitou a oportunidade para ressaltar a insalubridade a que esses profissionais estão submetidos. “É uma indústria que força pessoas talentosas
a saírem, principalmente as mulheres, que não conseguem se manter num trabalho que demanda horas extras sem aviso prévio”, disse Evans.

“Bohemian Rhapsody”, cinebiografia de Freddie Mercury, foi premiada com quatro estatuetas do Oscar no último domingo (24): Melhor Ator para o protagonista Rami Malek, Melhor Edição, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som.