CBF anuncia demissão de Dunga e Gilmar Rinaldi do comando da Seleção

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2016 15h32
Após derrota

A CBF anunciou na tarde desta terça-feira a demissão do técnico Dunga. Junto ao gaúcho, se encerra o ciclo de Gilmar Rinaldi na Seleção Brasileira. Segundo a nota, a Confederação já começou o processo de busca por um novo treinador.

Desde que assumiu a seleção pela segunda vez, em julho de 2014, Dunga apresentou desempenho invejável em partidas amistosas e pífio em jogos oficiais. Ele comandou o time em 13 amistosos (se considerarmos o Superclássico das Américas, em 2015), vencendo todos. Mas, quando os jogos valiam os três pontos, o desempenho foi de apenas 54%. Foram seis vitórias em 14 jogos, além de cinco empates e três derrotas.

Mas o maior problema de Dunga eram nos jogos que realmente valiam algo. Além de ocupar apenas a sexta posição nas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018, o treinador viu o Brasil ser eliminado na Copa América 2015 nas quartas de final, após empate com o Paraguai, o time deu adeus à competição nas penalidades. Em 2016, o vexame foi ainda maior. A Seleção se despediu do torneio ainda na fase de grupos, sendo eliminado em um grupo com Equador, Haiti e Peru.

A expectativa é de que o também gaúcho, Tite, assuma o lugar de Dunga. A diretoria corintiana já enxerga como iminente a saída do treinador e já começou a analisar outros nomes para o lugar do ídolo da fiel torcida. Confira abaixo a nota oficial da CBF:

A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe.

A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da seleção brasileira.

A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho.


*Com informações da Agência Estado