Croácia faz “mágica” e, 20 anos após estreia, torna-se a 13ª finalista da história das Copas

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2018 17h36
EFE/SERGEI CHIRIKOVCroácia chega à final da Copa do Mundo em sua quinta participação em mundiais

O clube dos finalistas de Copa do Mundo ganhou mais um integrante nesta quarta-feira, em Moscou. A novata Croácia, que disputou o seu primeiro Mundial em 1998, fez “mágica” e, em sua quinta participação no principal torneio do planeta, já carimbou vaga para o jogo mais célebre do futebol.

Nação independente desde 1991, ano no qual se separou da Iugoslávia, a Croácia se tornará, no próximo domingo, às 12h (de Brasília), diante da França, o 13º país diferente a disputar uma final de Copa.

Os outros 12 são: Alemanha (8 vezes), Brasil (7), Itália (6), Argentina (5), França (3), Holanda (3), Hungria (2), Tchecoslováquia (2), Uruguai (2), Espanha (1), Inglaterra (1) e Suécia (1).

Obviamente, portanto, a campanha na Rússia já é a melhor da Croácia em Mundiais. Mas não é a única de destaque: em 1998, ano em que estrearam em Copas, os croatas surpreenderam o planeta e alcançaram as semifinais – caíram para a dona da casa e futura campeã, França, em Paris.

Em suas outras três participações em Copas, a Croácia sequer passou da 1ª fase: caiu antes do mata-mata em 2002, 2006 e 2014.

Copa terá 5ª final inédita desde 1994

Rivais na semifinal de 1998, França e Croácia decidirão uma Copa do Mundo pela primeira vez na história. Algo raro? Muito pelo contrário… Desde 1994, apenas a final Alemanha x Argentina, em 2014, já havia decidido um Mundial antes.

Isso quer dizer que cinco das últimas seis finais de Copa foram inéditas: França x Brasil (1998), Brasil x Alemanha (2002), Itália x França (2006), Espanha x Holanda (2010) e França x Croácia (2018).

O fato confirma uma das principais características dos Mundiais: a rotatividade das finais. Das 21 decisões da história, 18 foram inéditas – incluindo França x Croácia de 2018. Os únicos confrontos que se repetiram em finais foram: Alemanha x Argentina (1986, 1990 e 2014) e Brasil x Itália (1970 e 1994).

Confira a cobertura completa da Copa de 2018!