De Maradona a Jobson: relembre casos de doping por cocaína no esporte

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2015 08h33
Relembre casos de atletas pegos no doping por cocaína

Pego em um exame antidoping por uso de cocaína, Jon Jones agitou os bastidores do MMA nas últimas horas. O campeão dos meio-pesados, assumindo a condição, já deu entrada em uma clínica de reabilitação. Ele não é o primeiro grande nome do esporte a passar pelo mesmo problemas. Dentro dos gramados, ao redor do mundo, muitos atletas do futebol internacional sofreram com o vício pela droga.

Ídolo da Seleção Argentina, do Boca Juniors e do Napoli, Diego Armando Maradona é tido como maior nome do futebol argetino e um dos melhores de toda a história. Contudo, sua carreira ficou manchada pelo problema com a cocaína. Recuperado, o ex-atacante já foi treinador e hoje ataca de apresentador televisivo em seu país natal.

No Brasil, alguns casos chamaram a atenção para o uso da cocaína. Dinei, ídolo corintiano na década de 90, foi flagrado em exame antidoping quando defendia o Coritiba e acabou punido. No âmbito internacional, Adrian Mutu, atacante romeno com passagens por Juventus e Inter de Milão, chegou a ser flagrado mais de uma vez no exame pelo uso da droga.

As promessas também são muito prejudicadas pela cocaína. Em 2000, quando era uma das sensações do Palmeiras, Lopes foi flagrado no exame e acabou nunca vingando como o jogador que prometia. Mais recentemente, Jobson surgiu bem com a camiseta do Botafogo mas, sem conseguir se livrar de vez do contato com a droga, tem desperdiçado chances de prosseguir sua carreira.