Alisson brilha, mas Fred marca e Shakhtar vira sobre a Roma na Ucrânia

  • Por Estadão Conteúdo
  • 21/02/2018 18h45
Divulgação UEFAJogadores do Shakhtar Donetsk comemoram o gol marcado pelo brasileiro Fred

O Shakhtar Donetsk precisou suar muito, mas venceu Alisson e a Roma nesta quarta-feira (21) para largar na frente nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Apesar da grande atuação do goleiro da seleção brasileira, o time ucraniano virou sobre o rival na Ucrânia, fez 2 a 1, e deu importante passo na briga por uma vaga nas quartas.

Alisson mostrou por que é o titular de Tite para a Copa do Mundo e realizou grandes defesas no segundo tempo, mas nada pôde fazer diante de um ex-companheiro de Internacional. O volante Fred fez o gol da virada em linda cobrança de falta e ganhou mais um motivo para também seguir sonhando com uma vaga na seleção que vai à Rússia.

Taison, outro que mantém a esperança de disputar a Copa, também teve boa atuação e liderou a virada do Shakhtar no segundo tempo Com o resultado, o time ucraniano pode até empatar na volta, dia 13 de março, em Roma, que avançará às quartas. Se perder por um gol de diferença, precisará marcar pelo menos dois se quiser garantir a vaga.

Foram dois tempos bem distintos nesta quarta. No primeiro, a Roma diminuiu o ritmo do jogo, controlou o ataque adversário e, por mais que não tivesse a posse de bola, criou as principais chances. Aos seis, quase abriu o placar com Manolas em cobrança de escanteio. Ele cabeceou firme, mas Pyatov fez grande defesa, em cima da linha.

Aos 20, Dzeko teve a chance após receber na entrada da área em contra-ataque, mas bateu mal e facilitou para Pyatov. Se o lado artilheiro não funcionou, o atacante bósnio mostrou-se um ótimo “garçom” aos 40 minutos. Ele recebeu na meia-lua e deu enfiada perfeita para Cengiz Ünder, que finalizou firme. O goleiro ainda desviou, mas a bola morreu na rede.

De um primeiro tempo controlado, a Roma viu um pesadelo começar na etapa final com os rápidos atacantes do Shakhtar. E não demorou para sair o empate. Logo aos seis minutos, Rakitsky deu lançamento longo, do campo de defesa, para Facundo Ferreyra. A bola passou por todo mundo e ficou com o argentino, que arrancou, deu lindo corte em Manolas e tocou na saída do goleiro.

O Shakhtar adiantou a marcação e passou a acumular chances perdidas, graças a Alisson, que se transformava em grande destaque da partida. Aos 10 minutos, Marlos recebeu de Ismaily na área, dominou e encheu o pé, parando em defesaça do goleiro brasileiro. Mais sete minutos e Taison tentou de longe, no ângulo, mas Alisson voltou a voar para espalmar.

O goleiro chegou até a atuar como uma espécie de líbero em certo momento, quando a Roma adiantou a marcação, mas nada pôde fazer na cobrança de falta de Fred. Aos 25 minutos, o meia finalizou com perfeição pelo lado direito. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar e selar o resultado, que poderia ser maior, não fosse o também brasileiro Bruno Peres salvar a Roma em cima da linha no último minuto.