Árbitro relata xingamentos de dirigentes do Inter na súmula: ‘Ladrão, a tua família tem vergonha de ti’

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2019 15h22
Ricardo Duarte/Inter

O árbitro Rafael Traci relatou em súmula os xingamentos proferidos por dirigentes do Internacional após a classificação da equipe diante do Palmeiras na Copa do Brasil, na última quarta-feira (17), no Beira-Rio.

“Após o final da partida, quando eu e a equipe de arbitragem nos dirigíamos para o vestiário de arbitragem, fomos abordados pelos srs. Marcelo Medeiros (presidente do s.c. internacional) e Roberto Mello (vice presidente de futebol do s.c. internacional), que de forma agressiva e acintosa, nos acompanharam até as proximidades do vestiário de arbitragem, proferindo repetidamente as seguintes palavras: “safado, sem vergonha, cagalhão, ladrão, a tua família tem vergonha de ti.”, afirmou em súmula

Rafael Traci ainda relatou também que os dirigentes precisaram ser contidos por policiais e acompanhados até a porta do vestiário. O árbitro também afirmou que foi xingado pelo atleta Pedro Lucas Schwaizer, do Internacional, que foi expulso após o fim da partida.

“Após ser informado pelo 4º arbitro – sr. grazianni maciel rocha, expulsei de forma direta, ao término da partida, o atleta sr. pedro lucas schwaizer, nº 31, da equipe do internacional, que de forma acintosa e com desrespeito, proferiu as seguintes palavras: “vocês são ladrões, safados, bando de filhos da puta, vieram nos prejudicar”, relatou Traci.

Tanto os dirigentes como o jogador do Colorado devem ser denunciados e podem pegar uma punição pelas ofensas contra a arbitragem. A denúncia pode se basear no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) “Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. No caso do atleta, a pena pode ser de ” multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e suspensão de uma a seis partidas”. No caso dos dirigentes, eles podem ser suspensos “pelo prazo de quinze a noventa dias’.