‘Cheirinho’ no Flamengo virou piada pronta; veja provocações de rivais

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2019 10h15
Reprodução/InstagramLucas Lima zoa o Flamengo após título do Brasileirão

O Athletico-PR não perdeu a oportunidade e zoou o Flamengo após a classificação nos pênaltis para a semifinal da Copa do Brasil, na última quarta-feira (17), no Maracanã. Os jogadores do time paranaense imitaram a comemoração de Gabigol e colocaram a mão no nariz, em alusão à tradicional provocação do “Cheirinho”. O gesto, no entanto, não é novidade. Os cariocas sofreram com a expressão em outras oportunidades.

Na eliminação do mesmo torneio no ano passado, diante do Corinthians, na Arena (SP), o Flamengo recebeu a chacota via redes sociais. O Timão postou a imagem de um nariz, fazendo referência ao “cheirinho”.

Ainda em 2018, na semifinal do Estadual,  Luiz Fernando, do Botafogo, fez o gol da vitória do Glorioso diante do Flamengo. Na comemoração, o atacante tapou o nariz e provocou em pleno Maracanã.

Já em 2017, o Palmeiras é quem aproveitou para tirar sarro do rubro-negro. Durante partida diante do Internacional, no Allianz Parque, o sistema de som do estádio palmeirense anunciou a queda do Flamengo na Libertadores.

No ano seguinte, o armador Lucas Lima, do Palmeiras, também tirou onda com o “cheirinho” após o título do Brasileirão. Em resposta ao post de Felipe Melo, o meia não perdoou.

Lucas Lima zoa o Flamengo

“Atenção! Cheirinho no ar. Na Argentina, San Lorenzo 2, Flamengo 1”, anunciou, antes de gerar grande festa dos torcedores do alviverde.

Antes de fechar a contratação de De Arrascaeta, o vice-presidente do Cruzeiro, Itair Machado, também provocou. O dirigente questionou se o clube realmente tinha o dinheiro para fazer a transação.

“O Flamengo diz que tem 60 milhões de reais para fazer contratações e até agora a gente só viu que eles estão no cheirinho”, disse na ocasião.

Até o Íbis Sport Club, conhecido pela fama de ser o “pior time do mundo”, já brincou com o Mengão.

Quando o “cheirinho” surgiu?

Em 2016, torcedores do Flamengo criaram a música “Cheirinho de hepta”, sobre a possibilidade de o time passar o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. O time terminou o torneio em terceiro lugar, mas estampou no telão do Maracanã que o cheirinho continuaria ainda mais forte em 2017.

Desde então, torcedores espalhados pelo Brasil costumam brincar com o time carioca.