Com Ricardo Rocha e Raí, Leco novamente recorre a ídolos para ofuscar problemas de gestão

  • Por Jovem Pan
  • 28/12/2017 14h09
Reprodução / Érico Leonan / saopaulofc.netRicardo Rocha e Raí serão os responsáveis pelo futebol do São Paulo em 2018

Qual torcedor são-paulino não se recorda com emoção do início da década de 90, quando o clube foi bicampeão da Libertadores e mundial? E é impossível não associar estas vitórias ao nome de Raí, que recentemente assumiu o cargo de diretor de futebol do São Paulo, e trouxe nesta quinta-feira (28) um velho parceiro, Ricardo Rocha.

Juntos, Raí e Ricardo Rocha venceram dois Campeonatos Paulistas, um Campeonato Brasileiro e uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira. A parceria, porém, não continuou nas conquistas da Libertadores e do Interclubes, já que Ricardo Rocha trocou o Tricolor em 1991 para jogar no Real Madrid.

A esperança da reconstrução, agora, passa novamente por esses dois. O time não ergue uma taça desde a Sul-Americana de 2012 e conviveu com a ameaça de rebaixamento durante a temporada de 2017.

Porém, a presença de Ricardo Rocha, Raí e até mesmo de Lugano – que também deve assumir um cargo na diretoria de futebol – nos bastidores pode até ofuscar a conturbada gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva à frente do clube, mas é o histórico não ajuda o mandatário. Leco assumiu com a promessa de ter Rogério Ceni como treinador, mas não deu respaldo ao comandante, vendeu várias peças necessárias na montagem do elenco e demitiu o ídolo no meio do ano.

Vale lembrar que a relação com a diretoria incomodava tanto a comissão técnica que foi a causa da demissão do inglês Michael Beale, auxiliar de Ceni. Ele chegou a admitir que só trabalharia novamente no São Paulo se fosse com outra gestão.

Outro ex-jogador que também trabalhou com Leco foi Pintado, auxiliar técnico de Ceni desligado do clube após a chegada de Dorival Júnior, que deve continuar no comando do clube em 2018. Até Muricy Ramalho foi chamado pela diretoria para tentar motivar o time durante a campanha contra o Z4.

Leco é apontado pela torcida como um dos responsáveis pelo baixo desempenho do time durante o Brasileirão e tenta, com a presença de ídolos no comando, reconquistar o bom relacionamento com os torcedores. Caso o projeto dê certo, o mérito deve ser da dupla vitoriosa. Até o momento, o São Paulo acertou a permanência de Jucilei e Edimar e contratou apenas o goleiro Jean para 2018.