Em súmula, árbitro relata discussão em túnel e fala em “revide” de Felipe Melo

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2018 13h21
Marcos Bezerra/FuturaPress/Estadão ConteúdoUma briga generalizada marcou o primeiro tempo de Corinthians x Palmeiras

Quente, o clássico entre Corinthians e Palmeiras, no último sábado, em Itaquera, obrigou o árbitro Leandro Bizzio Marinho a “encher” a súmula de observações referentes às confusões ocorridas no jogo de ida da final do Campeonato Paulista. No documento, o juiz revela uma discussão entre o atacante Lucca, do Corinthians, e um membro da comissão técnica do Palmeiras no túnel que dá acesso aos vestiários. Além disso, explica o entrevero que provocou as expulsões de Felipe Melo e Clayson.

Segundo Bizzio, Clayson recebeu cartão vermelho “por desferir dois tapas com força excessiva em seu adversário […] sendo que o primeiro acerta o braço direito do mesmo, e o segundo não o atinge.”

Felipe Melo, por sua vez, foi excluído do clássico “por revidar à agressão sofrida pelo seu adversário […] segurando o mesmo pelo pescoço utilizando de força excessiva.”

Bizzio ainda relatou que um copo foi atirado em campo enquanto Felipe Melo descia para o vestiário e que os jogadores do Palmeiras foram alvos de cusparadas e pipocas arremessadas no gramado na saída para o intervalo e fim da partida.

Houve, também, uma confusão no túnel que dá acesso aos vestiários. “Fui informado que, após o término da partida, enquanto as equipes se dirigiam aos vestiários, na rampa de acesso, houve uma discussão entre o atleta da equipe mandante Sr. Lucca Borges de Brito e o auxiliar técnico da equipe visitante Sr. Roberto Lampert Ribas, onde ambos precisaram ser contidos por pessoas que estavam próximas no momento do ocorrido. Ressalto que, além da informação feita pelo fiscal, o mesmo mostrou-me o vídeo do fato acima descrito”.

O jogo de volta da final do Campeonato Paulista está marcado para o próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque. O Palmeiras precisa de um empate para ser campeão. O Corinthians, por sua vez, necessita de uma vitória por dois gols de diferença – um triunfo alvinegro por um gol de frente leva a decisão aos pênaltis.