Jô diz que tática do Corinthians prejudicou atacantes em final da Copa do Brasil

  • Por Allan Brito/ Jovem Pan
  • 11/10/2018 12h16
Reprodução/ TwitterJô está no Japão e conseguiu ver a final ao vivo

O ataque do Corinthians nunca se ajustou depois que saiu do clube, no final do ano passado. Nesta quarta-feira (1), ele viu a final da Copa do Brasil e não gostou do desempenho ofensivo do Timão, que perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0.

Jô está no Nagoya Grampus, do Japão, e teve uma folga, por isso conseguiu ver o jogo ao vivo, de manhã. Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, ele analisou por que o ataque do Corinthians não tem tido bom desempenho: “Fiquei triste com a derrota, como todo corintiano. O Corinthians adotou uma tática defensiva, o que faz parte. Deu certo contra o Flamengo. Mas essa tática prejudica os atacantes”.

Questionado se, caso estivesse em campo, faria um gol, Jô hesitou: “Difícil falar se eu faria gol. Tem que ser muito eficiente, porque o time praticamente não teve chances. O importante é ajudar taticamente”, destacou ele, que ainda aposta em título alvinegro: “Como todo corintiano, estou muito otimista, De 1 a 10, minha confiança é 10”.

O Corinthians já contratou diversos jogadores para substituir Jô, como Roger e Jonathas, mas eles não corresponderam ainda. A falta de centroavantes de qualidade no Brasil preocupa o corintiano: “Os times passaram a achar que não precisam jogar com um centroavante à moda antiga. Ficou um pouco triste porque tem gente que acha isso. Respeito, mas fico triste porque não tem espaço para esses atacantes”.

Agora o Corinthians terá que atacar melhor no jogo de volta. O Timão precisará vencer por 2 gols de diferença para ser campeão diretamente. Se vencer por um gol apenas, seja qual for o placar, a decisão irá para os pênaltis. Qualquer empate dará o título para o Cruzeiro.