Juiz da polêmica final entre Corinthians e Palmeiras apitou jogo confuso na Paraíba

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2019 12h24
Divulgação/ Federação ParaibanaMarcelo Aparecido Ribeiro de Souza em ação no Campeonato Paraibano

A final do Campeonato Paulista de 2018 mudou a vida do juiz Marcelo Aparecido de Souza. Ele foi acusado pelo Palmeiras de alterar uma decisão por interferência externa, o que teria beneficiado o campeão Corinthians. Mas agora, na véspera de mais um dérbi, ele está bem distante de São Paulo. Aos 46 anos, sem idade para continuar trabalhando em São Paulo, ele tem apitado partidas do Campeonato Paraibano. E não escapa de jogos complicados e confusos.

Marcelo Aparecido já apitou 3 partidas do Paraibano de 2019. Foram os jogos Serrano 0 x 3 Atlético de Cajazeiras; Campinense 2 x 1 Nacional de Patos; e Botafogo 2 x 1 Atlético de Cajazeiras.

Nas duas primeiras partidas não aconteceram grandes polêmicas. Mas na terceira ele mostrou cartão vermelho para um jogador do Botafogo no 1º tempo (Willian Goiano), teve que lidar com uma confusão entre os atletas e ainda passou por momentos curiosos. Primeiro ele atrapalhou um contra-ataque perigoso do Botafogo, pois desviou a bola. Depois expulsou dois gandulas que estavam atrasando a reposição de propósito.

Árbitro teve que ser escoltado por policiais no clássico paulista

Marcelo tem prestígio na Paraíba. Ele chegou para tentar ajudar a limpar a imagem do futebol paraibano. Desde 2018 o estado tem problemas por causa da “Operação Cartola”, promovida pelo Ministério Público, que luta contra a corrupção e manipulação de resultados na Paraíba. Com dirigentes afastados e nove árbitros banidos, a federação precisou “importar” juízes de outros estados.

Antes do campeonato começar, Marcelo tinha dito que queria dar exemplo na Paraíba: “quando você está em São Paulo, divide a responsabilidade com outros nomes experientes da Federação Paulista. Agora, sou um espelho para os mais novos. Vou levar para a Paraíba a minha experiência nos grandes jogos”, afirmou ele em entrevista ao Estadão.

Quem vai apitar o clássico entre Palmeiras e Corinthians, neste sábado (1), será Luiz Flávio de Oliveira. Esse será o quinto Dérbi em que o árbitro de 41 anos irá trabalhar. Nos quatro anteriores, foram duas vitórias para cada lado. Em 2019, Luiz Flávio de Oliveira já apitou uma partida do Palmeiras no Campeonato Paulista: o empate em 1 a 1 com o Red Bull Brasil, pela primeira rodada da competição estadual. Na oportunidade, ele aplicou um cartão amarelo para o zagueiro Luan.