‘Parça’ de Romero, Díaz é apresentado no Corinthians e espera jogar em duas semanas

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2018 15h00
Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansDiretor de Futebol, Duílio Monteiro Alves entregou a camisa do Corinthians a Sergio Díaz

Ángel Romero terá a companhia de outro paraguaio no Corinthians: Sergio Díaz, cedido por empréstimo pelo Real Madrid, foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (10) no CT Joaquim Grava. Aos 20 anos, o atacante falou com a imprensa pela primeira vez e fez elogios ao compatriota e a torcida alvinegra.

“O fato de Romero estar aqui me motivou a vir para o Corinthians. Ele já foi meu companheiro. Não jogamos juntos, mas treinamos juntos. Eu joguei com o irmão dele. Essa foi uma das coisas que me fez vir ao Corinthians. Particularmente, acho que é o maior clube do Brasil”, disse o paraguaio Sergio Díaz.

O atacante foi revelado pelo Cerro Porteño e foi comparado ao argentino Kun Aguero logo em seus primeiros jogos. Destacou rapidamente e chamou a atenção do Real Madrid, que o contratou em 2016. No entanto, nunca jogou no time principal. Na primeira temporada ficou no time B, depois foi emprestado ao Lugo, da segunda divisão espanhola.

Apesar disso, Sergio Díaz valoriza sua passagem pelo clube espanhol: “Eu tentei subir para o time principal, mas é muito difícil, o Real Madrid tem jogadores muito bons. Mas a decisão de vir para cá foi muito boa, quero me recuperar, ter um bom ano, ajudar a equipe, fazer bons jogos e aí voltar para a Europa que é o sonho de todos”, revelou.

O vínculo do paraguaio com o Corinthians é até o fim de 2019. Como se recupera de uma lesão nos ligamentos cruzados do joelho direito, sofrido no final do último ano, Sergio Díaz espera entrar logo em campo com a camisa alvinegro. O atacante acredita que em até 15 dias ele terá condições de jogo.

“Inicialmente estava estipulado que eu começasse a treinar com o grupo na semana que vem. Aí a decisão dependerá do técnico, para me colocar nas partidas. Tenho que primeiro treinar com o grupo para ver como me sinto, como volto, estou com muita vontade de trabalhar com o grupo e dar o melhor de mim. Certamente em duas semanas já estarei jogando”, garantiu.