Problemas à vista! Fábio Carille vai encontrar Corinthians bem diferente de como deixou

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2018 15h15
Divulgação SCCPFábio Carille deve retornar ao Brasil no dia 26 de dezembro para dar início ao planejamento do Corinthians para 2019

No final de maio, Fábio Carille aceitou a proposta do futebol árabe e trocou o Corinthians pelo Al-Wehda. No entanto, a experiência fora do país durou pouco. Seis meses depois, o clube alvinegro confirmou o retorno do comandante para a temporada 2019.

Apesar do período curto, muitas coisas mudaram desde a saída do treinador. Quando desembarcar no Brasil – provavelmente no dia 26 de dezembro, Fábio Carille encontrará um Timão bem diferente daquele que deixou.

O time alvinegro não conta mais com a mesma organização tática, uma das características quando Fábio Carille estava no comando, nem com alguns atletas que eram fundamentais para o estilo de jogo empregado pelo treinador.

Esses problemas ficaram evidentes durante o Campeonato Brasileiro, tanto que o Corinthians encerrou a sua participação na 13ª posição – a pior colocação desde 2007, quando o time foi rebaixado à Série B.

Em 38 jogos disputados na competição nacional de pontos corridos deste ano, o Timão venceu 11 jogos – sendo somente dois longe fora de casa, e perdeu 16. Marcou 34 gols – a quinta pior marca do torneio, e sofreu 35.

Em relação ao elenco, o Corinthians perdeu peças importantes após a saída de Fábio Carille. Fabián Balbuena foi para o West Ham, da Inglaterra, Maycon saiu para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e Rodriguinho trocou o Timão pelo Pyramids, do Egito.

Além do trio, que desempenhava um papel fundamental no time alvinegro, o Corinthians permitiu a saída de Sidcley, Marquinhos Gabriel e Kazim. Jogadores que não tinham tanto destaque, mas que não tiveram substitutos à altura.

Outra mudança no Timão desde a saída do treinador, é em relação a experiência do elenco. Muitos jovens, como Léo Santos, Douglas, Ángelo Araos, Thiaguinho, Matheus Vital e Pedrinho tiveram que assumir o protagonismo, mas falharam em momentos importantes.