De Cristiano Ronaldo a Deyverson, lembre os 7 gols mais marcantes de 2018

  • Por Jovem Pan
  • 28/12/2018 17h04
Real Madrid/DivulgaçãoCristiano Ronaldo fez um golaço contra a Juventus

Os gols mais marcantes de 2018 tiveram características variadas. Alguns foram belíssimos, outros tiveram grandes erros defensivos e alguns encantaram pela simplicidade. E eles saíram dos pés de jogadores consagrados, como Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, mas também de jogadores que já foram criticados por grandes torcidas, como Deyverson e Thiago Heleno.

Os gols mais marcantes de uma temporada normalmente são aqueles mais decisivos, que definiram títulos. A única exceção é quando acontece um gol tão bonito que nem precisa de título para ficar na história.

Cristiano Ronaldo

cristiano ronaldo, bicicleta, real madrid, juventus

A grande exceção de 2018 foi um gol marcado por Cristiano Ronaldo. Nas quartas de final da Liga dos Campeões, no jogo de ida entre Real Madrid e Juventus, o português fez um golaço de bicicleta para o time merengue. Após cruzamento da direita, ele foi até perto da marca de pênalti e fez um movimento perfeito para para chutar forte e balançar a rede.

Gareth Bale

Na final da Liga dos Campeões, entre Real Madrid e Liverpool, Bale fez um golaço parecido. Ele também arriscou uma bicicleta na área e colocou 2 a 1 no placar para os merengues. Não foi um lance tão bonito quanto o do português, mas foi até mais importante. E depois Bale ainda fez o terceiro gol do Real em uma falha feia do goleiro Karius.

Pogba

A França fez 4 gols na final da Copa do Mundo, mas certamente o lance mais importante saiu dos pés de Paul Pogba. Ele acertou um chute preciso de fora da área e colocou 3 a 1 no placar, praticamente matando as chances da Croácia reagir.

De Arrascaeta

Na final da Copa do Brasil, o Cruzeiro bateu o Corinthians por 1 a 0 no jogo de ida. Na partida de volta, quando o placar estava 1 a 1, o Timão ainda parecia vivo na briga pelo título. Bastava marcar mais uma vez para levar o jogo para os pênaltis. Mas Arrascaeta ficou frente a frente com Cássio e acertou uma bela finalização, que sepultou as chances de vitória alvinegra. Os cruzeirenses conquistaram assim o segundo título consecutivo do torneio.

Deyverson

O Palmeiras só precisava vencer o Vasco para confirmar o título do Campeonato Brasileiro com antecedência, no Rio de Janeiro. Mas a missão foi difícil. E o herói foi improvável: Deyverson teve que sair do banco de reservas no 2º tempo para marcar o gol da vitória. Após belo passe de Dudu e escorada de Willian, o centroavante finalizou para a rede e fez a festa do Verdão, campeão brasileiro pela 10ª vez na história.

Quintero

A final da Copa Libertadores, entre Boca Juniors e River Plate, foi cheia de dramas e se estendeu até a prorrogação. Quando o Boca ficou com um jogador a menos, por causa de expulsão, os “Millonarios” tiveram espaço e paciência para tocar a bola, achar espaços e criar a bela jogada do gol. Quintero chutou forte de fora da área, a bola bateu no travessão e entrou, decidindo a grande final.

Thiago Heleno

A decisão da Copa Sul-Americana foi para os pênaltis, após dois empates entre Athletico-PR e Junior Barranquilla. A última cobrança foi de Thiago Heleno, que chutou forte no canto direito garantiu assim o primeiro título internacional da história do Furacão.