Ex-presidente Bandeira de Mello é absolvido em julgamento no Conselho de Administração do Flamengo

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2019 21h42
Celso Pupo/FotoArena/Estadão ConteúdoEx-presidente foi suspenso por 180 dias

O ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, foi absolvido por 47 votos a 41, na noite desta segunda-feira (20), no Conselho de Administração do clube, das acusações de ter interferido no processo de escolha das cores das chapas na última eleição, realizada em dezembro.

Eduardo Bandeira de Mello poderia ter sido suspenso por até 180 dias. Dos 103 membros aptos do Conselho de Administração a votar, 89 compareceram. 47 se posicionaram pela absolvição do ex-presidente; 41 queriam sua suspensão; e uma pessoa se absteve.

Entenda o processo

O ex-presidente do Flamengo deu aval para que se entrasse na Justiça por conta das cores das chapas da última eleição presidencial, em dezembro de 2018.  O processo contra Bandeira foi aberto pelo presidente do Conselho de Administração, Bernardo Amaral, sob o argumento de que o ex-mandatário havia passado por cima do estatuto do clube.