Acidente que matou dono do Leicester foi causado por falha mecânica

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2018 14h30
Reprodução/TwitterHelicóptero de dono do Leicester caiu ao lado do estádio após fim da partida

A queda do helicóptero que matou o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, proprietário do Leicester, e outras quatro pessoas, ocorrido no dia 27 de outubro, foi explicada pela Agência de Investigação de Acidentes de Transporte Aéreo, nesta quinta-feira (6). De acordo com os investigadores ingleses, o acidente foi provocado por uma falha mecânica.

O relatório apontou que o mecanismo que liga os pedais ao rotor da cauda do helicóptero se desconectou, deixando de responder aos comandos do piloto. Assim, o helicóptero realizou uma curva incontrolável para a direita, girando até cair.

Empresário do setor varejista e proprietário do Leicester, Srivaddhanaprabha foi um dos mortos do acidente ocorrido logo após uma partida do clube pelo Campeonato Inglês, um empate por 1 a 1 com o West Ham, no King Power Stadium. O acidente se deu nas proximidades do estádio, com o helicóptero caindo e depois pegando fogo.

O relatório divulgado pela Agência de Investigação de Acidentes de Transporte Aéreo ainda é preliminar, sendo que a investigação terá sequência, e foi apresentado após uma avaliação detalhada do sistema de controle do helicóptero.

As imagens do acidente, inclusive, indicavam que partes do rotor da cauda se soltaram no ar, momentos antes do acidente, que ocorreu apenas 40 segundos após a decolagem do helicóptero.

Com informações de Agência Estado