Bolt faz 2 gols em partida que era decisiva para carreira como jogador de futebol

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2018 13h33
DivulgaçãoBolt fez a comemoração tradicional dele após os gols

Durante a semana, Usain Bolt afirmou que faria um jogo decisivo para a carreira dele como jogador de futebol. E quando entrou em campo para essa partida tão importante, ele brilhou como nos tempos de atletismo, pois fez 2 gols e decidiu a vitória do Central Coast Mariners, por 4 a 0, contra o Macarthur South West United, na Austrália.

Agora o astro jamaicano aumentou as chances de estar presente no confronto de abertura de seu time na liga australiana, no próximo dia 21, contra o Brisbane Roar. “Minha primeira vez como titular e marcando dois gols. Essa é uma boa sensação”, comemorou Bolt em entrevista ao canal FOX Sports depois do amistoso. “Estou feliz por poder vir aqui e mostrar ao mundo que estou melhorando. Estou ansioso para ser um ‘Mariner’ e entrar no time”, reforçou o ex-velocista oito vezes campeão olímpico no atletismo e recordista mundial das provas dos 100m e 200m.

Anteriormente, no dia 31 de agosto, Bolt atuou como ponta-esquerda em sua primeira partida pelo Central Coast Mariners e entrou na equipe apenas no segundo tempo. Agora ele foi escalado mais como um centroavante neste amistoso no Sydney Campbelltown Stadium e, aos 32 anos de idade, quase fez valer a sua estatura de 1,95m para abrir o placar no primeiro tempo ao completar um cruzamento com uma cabeçada que passou perto da trave esquerda do goleiro adversário.

O seu time abriu 2 a 0 nesta etapa inicial, mas Bolt só foi marcar o seu primeiro gol no segundo tempo, aos 10 minutos, em um forte chute de perna esquerda. Canhoto, ele assim fez a festa dos torcedores que queriam poder ver a estrela balançando as redes. Na comemoração, o jamaicano protagonizou o seu tradicional gesto com os braços, imitando o formato de um raio, que ele eternizou nas pistas de atletismo pelo mundo.

E Bolt ainda marcaria mais um, pouco depois, ao aproveitar uma bobeada da zaga adversária, que perdeu a bola e permitiu que o agora atacante apenas precisasse finalizar para o gol vazio. Ele depois foi substituído, sendo que acumulou seis arremates ao gol ao total no confronto.

Festejado pela sua atuação, Bolt distribuiu autógrafos para muitos fãs após o confronto, no qual aumentou as suas chances de garantir a sua continuidade no Central Coast Mariners, com o qual ainda não fechou um contrato. No final de setembro, o treinador da equipe, Mike Mulvey, disse que poderia esperar até janeiro antes de ter uma decisão final sobre as condições do jamaicano, que nesta sexta-feira disse que vai conversar com a comissão técnica do time na próxima semana para definir o seu futuro.

Bolt se aposentou do atletismo no ano passado, logo após disputar o Mundial de Londres, e de lá para cá ele fez aparições em treinos de times de futebol da Noruega, África do Sul e Jamaica, assim como participou até de um treinamento do Borussia Dortmund, em março, quando foi a estrela de uma ação publicitária veiculada à Puma, fornecedor de camisa do clube alemão e patrocinadora de longa data do ex-velocista.

Com Estadão Conteúdo