Bullying de Valdívia pode ter levado companheiro a abandonar pré-temporada do Colo-Colo

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2019 17h15
Reprodução TwitterJuan Carlos Gaete não gostou do apelido dado por Jorge Valdívia

O Colo-Colo, quinto colocado no último Campeonato Chileno, vem realizado sua pré-temporada em Buenos Aires, na Argentina. A preparação do time, que em 2019 vai disputar a Copa Sul-Americana, estava normal, até que Jorge Valdívia se juntou aos companheiros.

De acordo com a imprensa chilena, ao ser apresentado ao atacante Juan Carlos Gaete, novo reforço do Colo-Colo para a temporada, o ex-jogador do Palmeiras teria dito que ele se parecia com Nelson Mauri, um dançarino chileno que em 2018 se envolveu em um escândalo sexual com um homem.

Gaete então passou a ser chamado pelos novos companheiros de Nelson Mauri, o que deixou o atacante bastante irritado. Tanto que ele abandonou a concentração da equipe na Argentina na última quarta-feira (9) e retornou ao Chile, ameaçando inclusive a rescindir o seu contrato.

“Culpa da imprensa”

Nesta quinta-feira (10), Jorge Valdívia se manifestou a respeito do caso em suas redes sociais. O meia esclareceu que não fez nada contra o companheiro e culpou a imprensa por espalhar os rumores de desentendimento.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Atentamente, Yo!

Uma publicação compartilhada por Jorge Valdivia Toro (@jorgitovaldivia) em

Juan Carlos Gaete também usou as redes sociais para se pronunciar sobre o suposto bullying. O atacante disse que diferente do que foi noticiado, ele foi bem recebido pelos companheiros, e que o pedido de retorno ao Chile foi para resolver um “problema pessoal”.