Chelsea goleia o Dínamo de Kiev e se classifica na Liga Europa; Napoli e Valência avançam no sufoco

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2019 17h15
Divulgação UEFAGiroud comemora um dos gols marcados na vitória do Chelsea com o brasileiro Willian

Liderado pelo francês Giroud, que balançou a rede três vezes, o Chelsea goleou o Dínamo de Kiev, na Ucrânia, por 5 a 0, e confirmou a classificação às quartas de final da Liga Europa, nesta quinta-feira (14). Quem também avançou na segunda competição de clubes mais importante do Velho Continente foram Napoli e Valência, que diferente dos ingleses, sofreram.

Sem sustos

O Chelsea entrou em campo com a vaga encaminhada, já que na partida de ida os ingleses venceram o Dínamo de Kiev por 3 a 0, em casa. E nesta quinta, a tranquilidade aumentou logo no início da partida. Aos quatro minutos, Willian cobrou escanteio da direita, Loftus-Cheek desviou de cabeça e Giroud finalizou para a rede.

O mesmo Giroud apareceu sozinho na área aos 32, após cruzamento de Marcos Alonso, para ampliar. Ainda no primeiro tempo, Alonso aproveitou boa jogada de Hudson-Odoi e fez o terceiro. Na volta do intervalo, o Dínamo de Kiev se lançou ao ataque em busca de uma improvável reação e acertou a trave com Sydorchuk, após bate-rebate na área.

Mas a tarde era mesmo de Giroud, que marcou seu terceiro aos 13, após outro cruzamento de Willian. Três minutos mais tarde, foi a vez de Alonso acertar o travessão, em bela cobrança de falta. E ainda houve tempo para o garoto Hudson-Odoi definir a goleada. Aos 32, ele recebeu assistência de Giroud, arrancou e bateu na saída do goleiro.

No sufoco

A vitória por 3 a 0 na partida de ida, na Itália, deu a tranquilidade necessária ao Napoli para poder administrar nesta quinta a sua classificação às quartas de final da Liga Europa. E ela veio mesmo com uma derrota de virada para o Red Bull Salzburg por 3 a 1, na Red Bull Arena, na cidade de Salzburg, na Áustria.

O Napoli utilizou uma escalação mesclada com titulares e reservas em campo. O time italiano não sofreu com o pouco entrosamento e abriu o placar aos 14 minutos com o gol do centroavante polonês Milik, após rebatida na área. O empate dos austríacos veio aos 25 com o atacante Dabbur, depois de um erro de saída de bola do volante brasileiro Allan.

No segundo tempo, claramente o Napoli se fechou para administrar a vantagem e pagou com dois gols sofridos que poderiam complicar a situação se não tivesse vencido facilmente na Itália. Gulbrandsen fez o da virada do Red Bull Salzburg, aos 20 minutos, e Leitgeb, aos 45, decretou o resultado final.

Já o Valencia sofreu mais para conseguir a sua classificação às quartas de final. Na Espanha, o time havia vencido o Krasnodar por 2 a 1 e avançou ao garantir o empate suado por 1 a 1, na Rússia, com um gol aos 48 minutos do segundo tempo, depois de ter sido vazado minutos antes.

O atacante Magomed-Shapi Suleymanov fez os torcedores russos presentes ao Krasnodar Stadium explodirem de emoção com o gol aos 40 minutos do segundo tempo. Mas como já aconteceu em outros jogos nesta temporada, o Valencia conseguiu se recuperar nos instantes finais e o português Gonçalo Guedes, aos 48, decretou a heroica classificação espanhola.

Com informações de Agência Estado