Cristiano Ronaldo explica que saiu do Real Madrid por causa do presidente Florentino Pérez

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2018 11h42
EFECristiano explicou que Florentino não fez nada para impedir saída dele

Cristiano Ronaldo finalmente falou de forma aberta sobre a saída do Real Madrid. Desta vez ele deixou claro que o principal culpado pela transferência foi o presidente Florentino Pérez, que não fez questão de impedir a negociação com a Juventus.

“Sentia que, no interior do clube, sobretudo por parte do presidente, não me consideravam como no início. Nos quatro ou cinco primeiros anos, tinha a sensação de ser o Cristiano Ronaldo. Depois, menos. O presidente me olhava com olhos de quem não queria dizer algo. Como se eu já não fosse indispensável. Quando havia informações que diziam que eu queria sair, tinha a impressão de que o presidente não me impediria”, afirmou o craque em entrevista à “France Football”.

Cristiano Ronaldo negou que outros fatores tenham interferido na decisão, como a saída do técnico Zinedine Zidane ou a proposta financeira da Juventus: “Se tivesse ido por dinheiro, teria ido para a China, onde me ofereciam cinco vezes mais. Não vim para a Juve por dinheiro. Ganhava o mesmo em Madri, inclusive, mais. A diferença é que a Juve me desejava seriamente. Me disseram isso. Me mostraram isso”.

O atacante português também falou sobre a acusação de abuso sexual, feita pela modelo Kathryn Mayorga, em caso que teria ocorrido em 2009, na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos.

“Claro que essa história interfere na minha vida. Tenho namorada, quatro filhos, uma mãe que já é mais velha, irmãs, um irmão, uma família de que me sinto muito perto. Sem contar a minha reputação, que é de alguém exemplar. Saberão a verdade algum dia”, afirmou.

Com EFE