Disputa pelo prêmio de melhor do Mundo fica sem Messi, mas tem C. Ronaldo, Modric e Salah

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 03/09/2018 10h18
EFE/Katia ChristodoulouCristiano Ronaldo e Modric estão na disputa com Salah

Desde 2007, Lionel Messi sempre foi um dos concorrentes aos prêmios de melhor jogador do mundo, mas isso mudou em 2018. A Fifa anunciou, nesta segunda-feira (9) que apenas Cristiano Ronaldo (Real Madrid e Juventus), Luka Modric (Real Madrid) e Mohamed Salah (Liverpool) serão os 3 finalistas.

Messi já venceu 5 vezes o prêmio de melhor do mundo, mas não o conquista desde 2015. Nesta temporada, ele foi o grande destaque do Barcelona em mais um título do Campeonato Espanhol. Mas foi eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões e nas oitavas da Copa do Mundo, pela Argentina.

Cristiano venceu as últimas duas edições do prêmio de melhor do mundo e também tem 5 conquistas ao todo. Desta vez ele contará com o título da Liga dos Campeões como principal argumento para ser eleito. No Espanhol ele ficou com o vice-campeonato. E na Copa do Mundo caiu com Portugal nas oitavas.

Luka Modric é um forte concorrente para Cristiano, afinal também ganhou a Liga dos Campeões e foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo, conquistando o vice-campeonato com a surpreendente Croácia.

Já Salah foi o principal destaque do Liverpool no vice da Liga dos Campeões. Ele também foi o artilheiro do Campeonato Inglês, levando o Liverpool ao 4º lugar. Na Copa do Mundo ele chegou lesionado e acabou eliminado na fase de grupos com a seleção do Egito.

Outros prêmios

Entre as melhores jogadoras do mundo, a brasileira Marta consegue uma vez mais chegar à final e disputa o seu sétimo troféu. Mas concorre contra as favoritas Ada Hegerberg (norueguesa) e Dzsenifer Marozsán (alemã).

A Fifa também divulgou a lista dos treinadores que concorrem ao prêmio. Entre os homens estão o francês Zinedine Zidane, pela sua atuação ao levar o Real Madrid a mais um título da Liga dos Campeões. O outro concorrente é o treinador da Croácia, Zlatko Dalic, vice-campeão do mundo e que operou um milagre ao assumir o time na última hora. O terceiro concorrente é Didier Deschamps, campeão da Copa pela França.

No futebol feminino, os finalistas incluem Reynald Pedros (Lyon), Asako Takakura (seleção do Japão) e Sarina Wiegman (seleção da Holanda). Vadão, que concorria, ficou de fora.

A Fifa ainda tem um prêmio especial para o melhor goleiro do ano Os finalistas são Thibaut Courtois, da seleção da Bélgica, Hugo Lloris, capitão da França, e o dinamarquês Kasper Scheichel. Em 2017, Buffon ficou com o título.

Para o prêmio da melhor torcida do mundo concorrem os milhares de peruanos que foram à Rússia para ver a sua seleção depois de 32 anos em uma Copa do Mundo; o gesto de japoneses e senegaleses, que limparam os estádios depois de festejar; e a torcida solitária de um chileno. Os vencedores dos prêmios da Fifa serão conhecido em um evento em Londres, no próximo dia 24.