Para evitar possível prisão de Cristiano Ronaldo, Juventus evitará jogo nos Estados Unidos

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2019 19h00
EFEEm setembro do ano passado, Cristiano Ronaldo foi acusado de ter estuprado Kathryn Mayorga

Para evitar que Cristiano Ronaldo seja detido pelas autoridades norte-americanas por conta das investigações de um crime de estupro ocorrido em Las Vegas, a Juventus anunciou nesta quarta-feira (20) que não vai participar da International Champions Cup, tradicional competição de pré-temporada com times europeus.

Eleito o melhor jogador do mundo em cinco oportunidades, o atacante português foi acusado em setembro do último ano de ter estuprado Kathryn Mayorga, em um quarto de hotel na cidade norte-americana de Las Vegas em 2009, e mais tarde pagado US$ 375 mil pelo silêncio da suposta vítima.

Na época, Cristiano Ronaldo e seus advogados negaram o acontecido e definiram o caso como “fake news”. Eles também ameaçaram processar a revista alemã Der Spiegel, que foi a primeira a noticiar a acusação. A Juventus, que havia acabado de contratar o atacante junto ao Real Madrid também se manifestou a respeito e declarou apoio ao português.

Do outro lado do mundo

Como a Juventus possui contrato com patrocinadores que a obrigam a participar da International Champions Cup, o clube italiano deverá participar da versão asiática da competição. Caso se confirme, a Juventus faria companhia para o Manchester United e Tottenham, ambos da Inglaterra, em jogos que devem ser disputados este ano na China.