Três motivos para a negociação entre Barcelona, PSG e Neymar demorar

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2019 18h55
Reprodução/InstagramTrio MSN vai se reencontrar?

A negociação entre Barcelona, PSG e Neymar já se estende há mais de uma semana, e a expectativa é que a principal novela do mercado da bola mundial dure muito mais tempo. As três partes precisarão abrir mão em algum momento, caso queiram resolver a questão com final feliz para todos.

O Barcelona já deixou claro que deseja ter Neymar em seu elenco para a próxima temporada. Porém, sabe que terá que desembolsar uma boa grana para convencer o PSG. Já o clube francês terá que abrir mão do seu principal craque e responsável por boa parte da publicidade da equipe – para o bem ou para o mal. Já Neymar precisa ter a consciência que terá que abrir mão de muito, muito dinheiro mesmo para voltar ao clube catalão.

Para que todas as partes alinhem os interesses e se acertem, vai ser preciso muito diálogo e tempo. Três fatores devem fazer com que a negociação seja lenta e arrastada: porque Barcelona precisa de dinheiro para poder arcar com os valores; porque o PSG não vai dar muitas facilidades, especialmente ao Barça; porque o jogador deve fazer muitos sacrifícios, não apenas econômicos, para retornar ao Camp Nou.

Barcelona

O clube catalão vai precisar desembolsar uma boa grana para contratar Neymar. Os valores até agora especulados sobre o que ofereceu o Barça e o que pediu o PSG são bem distintas. Os espanhóis precisariam colocar alguns de seus jogadores no mercado para capitalizar e ter de onde tirar tanto dinheiro para trazer Neymar. A principal especulação envolve uma possível saída de Philippe Coutinho, porém, o clube espanhol sabe que a negociação envolvendo o meia pode se arrastar por um bom tempo. Três clubes já teriam demonstrado interesse; Chelsea, Manchester United e o próprio PSG. Vale destacar que o Barcelona já está acertado para desembolsar 120 milhões de euros por Griezmann. O clube aguarda apenas o dia 1º de julho para pagar o Atlético de Madri, quando a multa do francês baixa.

PSG

O clube francês não precisa de dinheiro, isso não é novidade para ninguém. Depois de ter pago 222 milhões de euros ao Barcelona para tirar Neymar, em 2017, os franceses não vão se desfazer de seu principal jogador por qualquer mixaria. Especulações dão conta que o valor mínimo exigido pelo Paris é de 200 milhões de euros. O clube ainda se vê envolvido em uma possível venda de Mbappé para o Real Madrid. Não é esperado que desejem perder seus dois principais jogadores. O Paris deve arrastar a negociação ao máximo para tentar ver as movimentações do mercado.

Neymar

A parte mais fácil de se resolver é Neymar. O jogador tem cristalino como a água que a saída do Barcelona foi um erro. O brasileiro já teria aceito uma redução salarial, tirar o processo contra o clube e um pedido de desculpas público. Neymar já teria deixado claro aos dirigentes do clube francês seu desejo. O vestiário do Barça também já sinalizou receber o brasileiro de portas abertas. Resta saber se as especulações são verdadeiras e o brasileiro abriu mão do caminhão de dinheiro que receberia em Paris.

Entenda a negociação

O jornal catalão Sport trouxe em sua capa nesta terça-feira (25) que Neymar e Barcelona já tem um acordo verbal. O brasileiro aceitou todas as condições impostas pelos catalães; redução salarial, retirar o processo judicial contra o clube e um pedido de desculpas público. Agora, Barça e PSG precisarão entrar em um acordo.

O Barcelona estaria disposto a pagar € 22 milhões (R$ 95,5 milhões) anuais a Neymar. Atualmente, o camisa 10 recebe no PSG € 36 milhões (R$ 156,5 milhões) por ano. Os espanhóis estariam dispostos a pagar R$ 434 milhões e incluir o meia Philippe Coutinho, segundo o jornal Sports. O PSG pede cerca de R$ 1,3 bilhão.