Mãe gremista é agredida no Beira-Rio, e Rafinha Bastos, torcedor do Inter, toma linda atitude

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2019 13h46
Montagem sobre fotos/ReproduçãoA atitude de torcedores colorados com uma gremista e seu filho foi repudiada pelo Internacional

Uma torcedora do Grêmio que levou o filho para assistir ao clássico contra o Internacional, no último sábado, no Beira-Rio, foi hostilizada e agredida por torcedores colorados após o empate por 1 a 1 válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a gremista comemorando o resultado após o jogo e sendo acuada por torcedores do Inter no setor abaixo daquele que é destinado para torcedores visitantes. Os colorados empurram a mãe e tentam arrancar a camisa do Grêmio de suas mãos. A criança aparece chorando.

Funcionários do Inter chegaram ao local e escoltaram a mulher e a criança. De acordo com o clube, a camisa do Grêmio foi recolhida e depois entregue ao menino após a saída do estádio.

Veja abaixo

Rafinha Bastos desabafa nas redes sociais e toma bela atitude

Torcedor do Internacional, o apresentador Rafinha Bastos desabafou sobre a agressão dos colorados nas redes sociais. Em uma primeira postagem, Rafinha classificou a cena como “triste” e disse que gostaria de “dar todos os produtos do Grêmio” que a mãe “quisesse na vida”. Depois, em um segundo post, informou que conseguiu falar com a mulher e que combinou de lhe entregar os produtos. Exemplar, a atitude foi exaltada pelos internautas.

Veja abaixo:

Inter repudia atitude de torcedores, mas pode ser punido

O presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, emitiu uma nota na manhã deste domingo repudiando a atitude dos torcedores colorados. O dirigente prometeu checar as imagens do Beira-Rio para tomar providências.

Leia o comunicado abaixo:

Ainda assim, o Inter pode ser punido pelo caso. Em contato com o UOL Esporte, o procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) Felipe Bevilacqua disse que as imagens serão analisadas e que, se ficar contatado que não se tratou de um caso isolado, o clube pode ser enquadrado por infração ao artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Este artigo fala, no inciso 3, da obrigação do clube de garantir e zelar pela segurança de todos como mandante da partida. A pena pelo não cumprimento é de multa de até R$ 100 mil.