Vítimas fatais do incêndio no CT do Flamengo são identificadas

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 12h03
ReproduçãoArthur Vinicius era uma promessa e chegou a defender a Seleção Brasileira sub-15

O incêndio que aconteceu no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, na manhã desta sexta-feira (8), deixou 10 mortos. As identidades das vítimas da tragédia foram descobertas ao longo do dia, através de informações passadas por amigos e familiares.

Ao todo, 26 jogadores se encontravam no alojamento no momento do incêndio: 13 conseguiram escapar e outros três estão internados em hospitais do Rio de Janeiro com ferimentos.

Mortos

Arthur Vinicius, 14 anos: era zagueiro e já tinha sido convocado para a Seleção Brasileira sub-15. A família dele mora em Volta Redonda. Ele completaria 15 anos neste sábado (9).

Athila Paixão, 15 anos: era atacante e estava no Flamengo desde o ano passado. A família dele é de Lagarto, no Sergipe.

Bernardo Pisetta, 14 anos: goleiro era catarinense e teve passagem pelas categorias de base do Athletico-PR.

Christian Esmério, 15 anos: era uma promessa entre os goleiros do Flamengo. Além de já ter sido convocado para a Seleção Brasileira sub-15, ele recebeu sondagens de times europeus recentemente.

Gedson Santos, 14 anos: o atacante Gedinho chegou ao Flamengo no início deste ano, após se destacar nas categorias de base do Athletico Paranaense. Era natural de Itararé, São Paulo.

Jorge Eduardo, 15 anos: natural de Além Paraíba, cidade mineira localizada na divisa com o Rio de Janeiro, o lateral-esquerdo chegou às categorias de base do Flamengo aos 12 anos.

Pablo Henrique, 14 anos: era primo do zagueiro Werley, do Vasco. Natural de Minas Gerais, estava no sub-17 do Flamengo e morava no alojamento do Ninho do Urubu.

Rykelmo de Souza, 16 anos: chamado de Bolívia, o volante nasceu em Limeira, interior de São Paulo, e era o mais velho entre as vítimas fatais. Atuava na categoria sub-17 e era apontado como uma das promessas da categoria.

Samuel Thomas, 15 anos: lateral-direito, era morador de São João de Meriti, cidade da Baixada Fluminense. Estava liberado para voltar para a casa, mas optou por dormir no CT.

Vitor Isaías, 15 anos: assim como Bernardo, era catarinense e tinha passado pelo Athletico-PR. Mas Vitor era atacante e estava sendo agenciado por Sávio, ídolo do Flamengo.

Feridos

Cauã Emanuel Gomes Nunes, 14 anos: natural de Fortaleza, ele estava no clube há um ano. Também morava no Ninho do Urubu. Internado no Hospital Vitória, ele está em estado estável, acordado e consciente, sem risco de morte.

Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos: goleiro da base do Flamengo, ele também está internado no Hospital Vitória e se encontra em estado estável, pois apenas inalou a fumaça do incêndio. Chegou ao Rio no ano passado e negociou com o Fluminense antes de ir para o Fla.

Jonathan Cruz Ventura, 15 anos: é o ferido que causa mais preocupações, pois corre risco de morte. Ele está internado no hospital municipal Pedro II, em estado grave, pois teve queimaduras em 35% do corpo – nos membros superiores, no pescoço, no dorso e no tórax. Capixaba, ele jogava como zagueiro na base do Flamengo.

Sobreviventes

Samuel Barbosa, 16 anos: natural do Piauí, ele disse que conseguiu sair do quarto pouco antes da explosão do ar-condicionado, pois acordou com a fumaça no local.

Felipe Cardoso, 15 anos: ex-jogador do Santos, ele tinha chegado ao Flamengo nesta semana. O jogador relatou que o incêndio começou no quarto dele, onde aconteceu um curto-circuito no ar condicionado.