Com Erik cedido ao Botafogo, restam cinco jogadores para serem negociados no Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2019 20h00
César Greco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoDepois do atacante Erik, Juninho e Hyoran devem ser emprestados pelo Palmeiras em breve

O atacante Erik não será aproveitado pelo Palmeiras. O jogador de 24 anos, que passou pelo Botafogo no segundo semestre de 2018, será emprestado mais uma vez ao clube alvinegro. Com a sua saída, Luiz Felipe Scolari conta agora com 35 jogadores à disposição e, como já sinalizou que quer trabalhar com apenas 30, ainda restam cinco nomes para serem negociados.

No momento, Felipão está trabalhando com os goleiros Weverton, Jailson e Fernando Prass, os laterais Mayke, Marcos Rocha, Fabiano, Diogo Barbosa e Victor Luís, os zagueiros Gustavo Gómez, Luan, Antônio Carlos, Edu Dracena, Nico Freire e Juninho, e os volantes Felipe Melo, Bruno Henrique, Thiago Santos, Jean e Matheus Fernandes.

Do meio para frente, o técnico alviverde conta com Lucas Lima, Gustavo Scarpa, Moisés, Hyoran, Guerra, Zé Rafael e Raphael Veiga, e os atacantes Dudu, Deyverson, Borja, Arthur Cabral, Carlos Eduardo, Felipe Pires e Yan, além de Ricardo Goulart, contratado nesta última terça-feira (15) e Willian, que se recupera de lesão e deve voltar apenas no segundo semestre.

Dos 35 palmeirenses, seis jogadores correm o risco de seguir o mesmo caminho que Erik e serem cedidos por empréstimo para algum clube brasileiro ou até do exterior, como aconteceu com Allione, que na última segunda-feira (14) foi cedido ao Rosário Central, da Argentina. Os favoritos são: Fabiano, Juninho, Nico Freire, Guerra, Hyoran e Yan.

Os dois primeiros já estavam emprestados ao Internacional e Atlético-MG, respectivamente, no ano passado e estão sendo avaliados por Felipão durante a pré-temporada. Nico Freire, por sua vez, tem contrato com o Palmeiras até o meio do ano e assim como aconteceu em 2018, quando atuou em uma única partida, deve ser pouco aproveitado este ano.

O mesmo acontece com Guerra e Hyoran, que apesar de terem sido utilizados com frequência pelo técnico alviverde durante o último Campeonato Brasileiro, não devem receber muitas oportunidades este ano, devido à forte concorrência no setor de criação do time. Já Yan, recém-promovido das categorias de base, deverá ser emprestado para adquirir “rodagem”.