Inter vence no tempo normal e nos pênaltis e elimina o Palmeiras da Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2019 23h50
Divulgação/Internacional Internacional x Palmeiras

O Internacional venceu o Palmeiras por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (17), no Beira-Rio-, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Com a vitória magra do Colorado, a vaga na próxima fase foi decidida nas penalidades máximas. O Inter levou nos pênaltis por 5 a 4.

Com a desvantagem no placar, o Internacional partiu para cima do Palmeiras logo no início de jogo e pressionou muito jogando em casa. Weverton foi o melhor jogador palmeirense no primeiro tempo. O goleirão fez duas grandes defesas, em lances de Rodrigo Moledo e Guerrero.

O Verdão tentava apostar nos contra-ataques, mas errava todas as saídas. O gol do Colorado saiu aos 40 minutos. Patrick pegou um rebote e bateu. A bola desviou em Luan e encobriu Weverton. O gol sofrido impediu que a dupla de zaga palmeirense superarem o recorde de Marcio e Vágner Bacharel. O recorde histórico é de 1.221 minutos, da dupla de 1987. Luan e Gustavo Gómez atingiram 1.200 minutos.

O Colorado teve 63% de posse de bola, contra 37% do Alviverde no primeiro tempo. Foram 12 finalizações dos donos da casa, contra cinco dos visitantes.

O Internacional não conseguiu voltar para o segundo tempo com a mesma intensidade que imprimiu no início da partida. Nos 20 primeiros minutos do segundo tempo, foram apenas duas finalizações. D’Alessandro não manteve também o mesmo ritmo e atrasava o ataque dos gaúchos.

Jogo seguiu truncado e catimbado por todo o segundo tempo. D’Alessandro e Felipe Melo, como de costume, conversavam muito com o árbitro. O árbitro Rafael Traci dava muita bola para o papo dos jogadores e era cercado constantemente.

O VAR entrou em campo aos 35 minutos do segundo tempo. Rafael Traci marcou pênalti de Edenílson em Felipe Melo. O árbitro de vídeo chamou o juizão para analisar o lance no monitor. Traci voltou atrás e tirou a penalidade máxima para o Verdão. Foram três minutos de nervosismo para ambos os lados.

O fim de jogo no Beira-Rio foi uma loucura completa. O Inter marcou o gol que daria a classificação aos 47 minutos. Traci validou, mas foi chamado pelo VAR para checar. No meio da confusão, D’Alessandro foi expulso. Foi preciso que a polícia entrasse em campo para que o juiz conseguisse olhar no monitor. Após a checagem, Rafael Traci decidiu anular o gol. Foram 5 minutos de demora.

Penalidades máximas

Internacional: Guerrero (O) Rafael Sobis (O) Edenílson (O) Rodrigo Lindoso (O) Patrick (X) Nonato (O) 5

Palmeiras: Bruno Henrique (O) Gustavo Gómez (X) Diogo Barbosa (O) Luan (O) Willian Bigode (O) Moisés (X) 4

O sorteio para os mandos de campo das semifinais será na próxima segunda-feira (22), às 15h, na sede da CBF. O Internacional vai enfrentar o Cruzeiro. Na outra semifinal, Grêmio e Athletico Paranaense se enfrentam.

Ficha técnica Internacional x Palmeiras

Internacional

Marcelo Lomba; Bruno (Nonato), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel (Wellington Silva); Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick e D’Alessandro; Nico López (Rafael Sobis) e Guerrero

Técnico: Odair Hellmann

Cartões Amarelos: D’Alessandro, Wellington Silva e Nico López

Cartão Vermelho: D’Alessandro

Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Dudu, Lucas Lima (Moisés) e Zé Rafael (Willia Bigode); Deyverson (Carlos Eduardo)

Técnico: Felipão

Cartões Amarelos: Dudu, Gustavo Gómez, Marcos Rocha e Luan