Palmeiras começa a Libertadores enfrentando o desafio mais difícil do grupo

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2019 09h33
César Greco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoPalmeiras comemora vitória contra Junior em 2018

Entre os 3 adversários do Palmeiras na fase de grupos da Copa Libertadores, o time mais forte certamente é o Junior. O tradicional San Lorenzo também está na chave, mas vive má fase e só empatou com o frágil Melgar, do Peru, nesta terça (5). E para azar do Verdão, o Junior será o adversário da estreia, nesta quarta-feira (6), 21h30 (de Brasília). Para dificultar ainda mais, o jogo será na Colômbia, no Estádio Metropolitano.

O Junior foi campeão colombiano em 2018 e está invicto na competição de 2019, com 5 vitórias e 3 empates até agora. Também foi campeão da Superliga colombiana no início do ano. Então chega cheio de confiança para enfrentar o Palmeiras.

O time tem jogadores conhecidos no ataque, como Téo Gutiérrez, Matías Fernández e Sambueza. A defesa é o ponto mais fraco, pois tem atletas menos consolidados e já levou 8 gols em 8 jogos do Colombiano.

O Palmeiras chega bem para enfrentar o Junior, pois só tem um desfalque, o zagueiro Luan. Mas o restante da provável escalação é forte e bem entrosada: Weverton; Mayke, Edu Dracena, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart; Dudu, Felipe Pires e Borja.

O que também gera confiança no Verdão é que, em 2018, mesmo enfrentando um Junior que já era forte, foram duas vitórias na Libertadores. Na estreia, fora de casa, o volante Bruno Henrique brilhou após passar um “exorcismo”, como brinca a torcida. Ele levou uma voadora, “perdeu a alma corintiana”, fez 2 gols e começou a brilhar no Verdão com frequência.

O que causa desconfiança nos palmeirenses é o desempenho ruim nos grandes jogos de 2019, principalmente nos clássicos contra Corinthians e Santos. O desafio difícil contra o Junior será a grande oportunidade de espantar essa preocupação.