Palmeiras fez boa campanha, perdeu por detalhes, mas precisa pensar em mudanças

  • Por Jovem Pan
  • 09/04/2018 09h19
Palmeiras/DivulgaçãoLucas Lima pode ser trocado por Moisés ou Guerra

Até agora o trabalho do técnico Roger Machado merece elogios. O Palmeiras fez uma ótima campanha no Campeonato Paulista e só perdeu o título por detalhes. Além disso, venceu os dois jogos que disputou pela Copa Libertadores. Mas isso não significa que o time está 100% ajustado para a disputa do Campeonato Brasileiro. Roger pode fazer mudanças para melhor a equipe em alguns setores.

Um dos problemas tem nome e sobrenome: Lucas Lima caiu de produção ao longo do ano e jogou mal na fase de mata-mata. Ele já tinha fama de “sumir” em jogos decisivos no Santos, o que faz a torcida do Palmeiras ficar preocupada. Se ele não for capaz de comandar o meio-campo do time em grandes partidas, há algumas opções no elenco: Guerra é quem tem características mais parecidas, mas tem menos preparo físico para manter a intensidade que o time tem apresentado. Moisés é menos criativo que Guerra, carrega menos a bola, mas pode oferecer um equilíbrio maior. Outra opção seria Gustavo Scarpa, mas ele ainda precisa resolver problema judicial com o Fluminense.

Outra dúvida para Roger surge na lateral esquerda. Victor Luís jogou como titular durante o Campeonato Paulista e teve algumas boas atuações, mas Diogo Barbosa estava se recuperando de lesão. Agora os dois estarão disponíveis e caberá ao técnico encontrar quem tem as melhores características para o time. Victor é mais defensivo e técnico. Diogo é mais ofensivo e habilidoso. É uma boa “dor de cabeça” para Roger.

O ataque também tem um problema: Miguel Borja foi artilheiro do Campeonato Paulista, com 7 gols, mas deixou a sensação de que poderia ter sido melhor. Desperdiçou muitas chances de gol e matou muitas jogadas quando saiu da área. Roger tem a opção de fazer uma troca simples por Deyverson. Mas uma opção parece melhor, pois deu certo nas semifinais contra o Santos: é deslocar Willian para área e abrir espaço para Keno ser titular na ponta esquerda – ele tem jogado bem quando é necessário desde o ano passado.

Ainda é cedo para dizer o que Roger fará no jogo contra o Boca Juniors, nesta quarta-feira (11), às 21h45 (de Brasília), pela Copa Libertadores. Mas não há informações sobre jogadores lesionados nem tem ninguém suspenso. Portanto as mudanças podem acontecer por desgaste físico ou então pelos problemas técnico e táticos demonstrados no Campeonato Paulista.