Problemas para Felipão? Palmeiras deverá encarar o Grêmio sem quatro ‘titulares’

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2018 15h15
César Greco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoLuiz Felipe Scolari terá que fazer algumas alterações no Palmeiras para o confronto contra o Grêmio

Para alívio de Luiz Felipe Scolari, essa será a primeira semana livre que ele terá para treinar a equipe, desde que ele retornou ao comando do Palmeiras, em agosto. E justamente nesta semana que antecede o duelo contra o Grêmio, um rival direto na briga pelo título do Brasileirão, o treinador alviverde terá que encontrar substitutos para quatro “desfalques” do time que vem atuando com mais frequência na competição de pontos corridos.

Para a “decisão” contra o Tricolor Gaúcho, o Verdão não poderá contar com Gustavo Gómez, autor do primeiro gol da vitória contra o São Paulo no último sábado (6), e Miguel Borja, artilheiro da equipe na temporada com 19 gols, que servirão as seleções do Paraguai e Colômbia, além de Felipe Melo, um dos líderes do time e responsáveis pela marcação, e do lateral-esquerdo Victor Luís, que cumprirão suspensão automática.

Como opções para atuar no lugar do paraguaio, Felipão conta com Edu Dracena e Antônio Carlos, que formam a dupla de zaga da Libertadores da América, além de Luan, que atua junto com Gómez e o argentino Nico Freire, que ainda não jogou desde que foi contratado. Já para o lugar de Borja, a tendência é que o treinador alviverde mantenha Deyverson no ataque, autor do segundo gol da vitória no Choque-Rei. Willian é a outra opção.

Já para o lugar de Felipe Melo, o técnico palmeirense poderá usar Thiago Santos, que possui características semelhantes ao do camisa 30 alviverde, como o poder de marcação. No entanto, caso prefira uma formação diferente e mais ofensiva, Felipão poderá manter Lucas Lima no setor de criação, colocando Bruno Henrique e Moises mais recuados, jogando lado-a-lado e formando a dupla de volantes.

Por último, e até então o problema mais grave para o comandante do Verdão, está a escolha do substituto de Victor Luís. A opção natural é Diogo Barbosa, que vinha alternando a titularidade com o camisa 26. No entanto, o lateral-esquerdo sofreu um entorse no tornozelo e caso não se recupere a tempo do confronto contra o Grêmio, obrigaria Felipão a improvisar um atleta na posição, algo que ele não fez desde seu retorno ao clube, ou até mesmo a mudar o esquema tático da equipe.