Quatro jogadores do Palmeiras aproveitaram chance para ganhar espaço no time titular

  • Por Jovem Pan
  • 07/03/2019 15h40
Palmeiras/ DivulgaçãoMarcos Rocha jogou bem defensivamente e no final fez um gol

A escalação do Palmeiras no jogo contra o Junior, nesta quarta-feira (7), teve 4 novidades: os laterais Marcos Rocha e Victor Luís, o zagueiro Antônio Carlos e o meia Gustavo Scarpa. Antes da partida não estava claro se eles iriam jogar. E quando a bola rolou, os 4 aproveitaram a oportunidade e mostraram que podem ganhar espaço no time principal de Felipão, contribuindo para a vitória que trouxe tranquilidade ao Verdão.

Em 2018, os laterais mais escalados para jogos importantes foram Mayke e Diogo Barbosa. Mas eles não começaram o ano no mesmo nível. Diogo foi quem teve a pior queda de rendimento, com atuações ruins até mesmo em bons jogos do Verdão. Mayke vinha melhorando, mas mesmo assim Felipão preferiu colocá-lo no banco de reservas.

E deu certo. Marcos Rocha teve bom desempenho defensivo, algo que nem sempre ele costuma fazer, e até marcou o segundo gol do Palmeiras, no final do jogo. Já Victor mostrou a segurança de sempre na marcação, algo que o time precisava nesse jogo duro.

Antônio Carlos só jogou porque Luan está contundido. Felipão tinha a opção de colocar o experiente Edu Dracena para jogar ao lado de Gustavo Gómez. Mas ele preferiu “Tonhão”, que foi seguro o tempo todo.

E quem melhor aproveitou a oportunidade foi Gustavo Scarpa. Ele provou que pode ser a melhor opção para o Palmeiras na ponta direita. Normalmente Felipão estava escalando os recém-contratados Carlos Eduardo e Felipe Pires nessa posição. Mas Scarpa trouxe algo de diferente, pois é um jogador que arma melhor as jogadas, participando de ações por todo o campo, com passes precisos e perigosos. Além disso, também tem um bom chute na bola, que é importante para furar retrancas. Ele fez um gol e foi a principal arma palmeirense contra o Junior.

Em algumas partidas da Libertadores Felipão pode precisar de um jogador mais driblador e veloz na ponta direita. Mas Scarpa provou que, se depender apenas de qualidade técnica para ser escalado, está um nível acima dos concorrentes.