Peres detalha perfil de novo diretor e elogia Gustavo Vieira: “nome forte”

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2017 14h46
Johnny Drum/Jovem PanPresidente eleito do Santos, José Carlos Peres participou do Esporte em Discussão desta quinta-feira, na Rádio Jovem Pan

O Santos terá um novo diretor de futebol em, no máximo, 48 horas. Foi isto, pelo menos, o que garantiu o presidente eleito, José Carlos Peres. Em participação exclusiva no Esporte em Discussão desta quinta-feira, na Rádio Jovem Pan, o novo mandatário alvinegro revelou manter conversas com ao menos três postulantes ao cargo e elogiou Gustavo Vieira, filho de Sócrates e ex-dirigente do São Paulo.

“Vamos contratar entre hoje e amanhã o novo diretor-executivo de futebol”, garantiu Peres. “Não está definido ainda. (Gustavo Vieira) é um bom nome, uma pessoa de confiança, mas (a contratação) não passa apenas pela minha vontade. Temos o Comitê Gestor, também. Mas (a contratação) está para acontecer. Ainda não escolhemos um nome, mas o Gustavo é um nome forte, uma pessoa competente, do bem. Queremos alguém que seja um cabeça para comandar o futebol profissional, o futebol da base e o futebol feminino”.

Rui Costa (Chapecoense), Diego Cerri (Bahia) e Thiago Scuro (Red Bull Brasil) já foram procurados por José Carlos Peres, mas não fecharam. De acordo com o presidente, não houve recusa, e sim falta de acordo financeiro para a concretização do negócio.

“Ninguém rejeitou. Todos foram solícitos. Não chegamos a acordos financeiros e, por isso, não teve acerto. O Santos, a partir de agora, vai passar por uma reestruturação muito forte, em que terá limite de salários. Não vamos pagar nem pouco, nem muito, e sim o necessário”.

Mesmo sem um nome escolhido, o perfil do novo diretor do Santos, segundo Peres, já está definido. “Nos últimos tempos, o Santos tem jogado muito mais na defesa e por uma bola, no contra-ataque. Algumas pessoas gostam disso, porque dizem que o importante é vencer. Mas o importante, para mim, é, além de vencer, jogar bonito, para a torcida ir ao estádio. Temos de comprometer o elenco com essa cultura, da base até o profissional. E o perfil desse novo diretor vai ser exatamente esse. Contrataremos alguém que entenda a base como a coroa do rei, porque foi a base que sempre salvou o Santos. Queremos resgatar o DNA ofensivo do clube”.

Eleito presidente do Santos no último sábado, José Carlos Peres assume o clube apenas em 2 de janeiro, mas já atua em uma espécie de processo de transição. Na última terça-feira, por exemplo, conversou com Modesto Roma Júnior para adiantar o planejamento para 2018. Outros encontros como esse devem se repetir nos próximos dias.