Chapecoense vive pior momento desde a tragédia e corre risco de cair contra São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2018 09h01
Chapecoense/ DivulgaçãoJogadores da Chapecoense saíram pela cidade para fazer campanha antes do jogo decisivo

Há 2 anos, a Chapecoense foi vítima de uma grande tragédia. A queda de um avião matou grande parte do elenco de 2016, que fazia uma temporada brilhante. Com muito esforço e ajuda, o clube conseguiu se reerguer em 2017 e viveu momentos históricos. Porém, em 2018 o time vive a pior fase desde a tragédia e corre risco de ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. A última partida será contra o São Paulo, na Arena Condá, às 17h (de Brasília) de domingo (2).

A Chapecoense teve ajuda de muitos clubes para conseguir montar o elenco de 2017. A diretoria também teve méritos e conseguiu criar uma temporada marcante. O time foi campeão catarinense, fez uma campanha razoável na Copa Libertadores e terminou o Brasileirão em 8º lugar, melhor posição do clube na história.

Mas as ajudas diminuíram, então o time passou a ter dificuldades em 2018. Dessa vez não conseguiu ser campeão estadual, pois perdeu a decisão para o Figueirense. Na Libertadores a equipe nem passou da 2ª fase, também conhecida como “Pré-Libertadores”, já que é antes da fase de grupos. E na Copa do Brasil o time foi eliminado pelo Corinthians nas quartas de final.

Falta definir o destino da Chapecoense na Série A do Brasileirão de 2018. Atualmente o time está uma posição acima da zona de rebaixamento, em 16º, com 41 pontos. Portanto basta uma vitória em casa para escapar. Mas se acontecer empate ou derrota, a equipe catarinense terá que torcer por combinações de resultados para não cair. E ainda ficará com a pior campanha do clube na Série A em toda história – até agora esse posto é do time de 2014, que somou 43 pontos e ficou em 15º lugar.

Para não correr esse risco, a Chapecoense busca apoio da torcida. O clube fez uma campanha com jogadores andando de uniforme pela cidade, pedindo para as pessoas “pintarem a cidade de verde e branco”. O preço do ingresso será reduzido, custando a partir de R$ 10.

Programação especial

A Chapecoense criou um evento para homenagear as vítimas da tragédia no dia 29 de novembro, quando são completados 2 anos desde o ocorrido. Vai acontecer um culto ecumênico no Átrio Daví Barela Dávi, às 21h, e contará com a apresentação do Coral de Chapecó e do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado de São Miguel do Oeste. Tudo é aberto ao público. O clube pede que todos estejam vestidos de branco.