Michel Bastos recebe no Sport as mesmas críticas que teve no São Paulo e se defende

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2018 10h50
São Paulo FC/DivulgaçãoMichel Bastos foi alvo de protestos da torcida do São Paulo

A torcida do São Paulo provavelmente quer esquecer a passagem de Michel Bastos pelo clube, pois ele saiu em conflito e muito criticado. Mas depois de uma passagem apagada pelo Palmeiras, ele foi emprestado ao Sport e agora está recebendo as mesmas críticas de quando defendia o tricolor paulista.

Michel jogou no São Paulo por 3 temporadas. As críticas começaram a surgir em 2015 e pioraram em 2016. Ele era acusado de treinar mal e jogar com má vontade. Por isso até recebeu o apelido de “Migué Bastos”.

No Palmeiras, Michel quase sempre foi reserva e não aproveitou as oportunidades que teve como titular. Mesmo criticado, Egídio jogou mais vezes do que ele na lateral esquerda. Neste ano, com a chegada de Diogo Barbosa e o retorno de Victor Luis, ele percebeu que não atuaria e foi para o Sport, em busca de mais minutos de jogo.

Mas não deu certo. Michel só foi titular em 4 oportunidades e não se destacou quando saiu do banco de reservas. A torcida o criticou e até um ex-dirigente, Guilherme Beltrão, reclamou do comportamento dele: “Michel Bastos colocou na cabeça dele que, como grande estrela, tinha que ser titular. Mas ninguém é maior que o Sport Club do Recife. Ele não aceitava ser banco”, revelou à Rádio Jornal.

Michel Bastos se defendeu com vídeos publicados no Instagram: “todo jogador gosta de estar jogando, por isso vim para o Sport, porque vi a oportunidade de estar jogando, mas nunca tive problema de ficar no banco. Em nenhum momento fui cobrar os técnicos. Vim para o Sport para ajudar, não para manchar minha carreira”.

O Sport entrou em péssima fase depois da pausa para Copa do Mundo e entrou na zona de rebaixamento. Atualmente está em 19º lugar, com 24 pontos em 26 jogos.