Pelé, Neymar e Ronaldinho: veja 5 curiosidades sobre Léo, reforço do São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2018 09h58
Érico Leonan / SPFCPelé riu ao encontrar com Léo

O São Paulo confirmou a contratação do lateral esquerdo Léo Pelé, nesta quarta-feira (5), mas não gerou grande empolgação entre os torcedores. Ele não é muito conhecido e teve pouco destaque no Campeonato Brasileiro deste ano. Mas é um jogador com histórias curiosas, que envolvem o “Rei do Futebol”, Ronaldinho Gaúcho e Neymar.

‘Sósia’ de Pelé

A semelhança física entre Léo e Pelé sempre foi evidente. O curioso é que eles já se encontraram. Quando o lateral ainda era adolescente, foi jogar no Litoral, um time formado pelo “Rei” na década passada. E por isso eles se encontraram: “Foi até engraçado um dia que a gente estava numa reunião e ele chegou para cumprimentar todo mundo. Aí a rapaziada olhou pra mim, olhou pra ele, o negão deu um sorriso que todo mundo começou a rir na hora. Conheci Pelé, já vi ele umas duas vezes. Joguei lá por dois anos”, contou Léo em entrevista ao “Correio”.

Naturalmente Léo passou a ser chamado de “Léo Pelé” no futebol. Mas depois ele quis acabar com o apelido, para evitar brincadeiras e comparações. Passou a usar apenas “Léo” no uniforme. Os clubes também o chamam assim oficialmente. Mas a imprensa e as torcidas normalmente o identificam pelo apelido, afinal basta olhar no rosto dele e perceber a semelhança.

Lesão de Neymar

Durante a Copa do Brasil de 2015, em um jogo entre Fluminense e Grêmio, Léo Pelé sofreu a mesma lesão que Neymar teve pouco antes da Copa do Mundo de 2018, a fratura no quinto metatarso do pé. E ele até partiu para o sacrifício, pois continuou jogando, mesmo lesionado. Deu certo, pois o empate por 1 a 1 garantiu o Fluminense na semifinal. Mas depois ele teve que ficar parado por quase um mês.

“O lance foi sozinho, correndo, meu pé estalou. Aí eu segurei, foi mais ou menos aos 35 minutos. Quando cheguei no vestiário, o fisioterapeuta mexeu no meu pé e já falou que tinha sido o “quinto”. Mesmo assim voltei pro jogo e, com o pé quebrado, joguei o segundo tempo todo, comemorei, pulei e depois operei”, lembra Léo, também em entrevista ao Correio.

Sonho com Ronaldinho Gaúcho

Léo Pelé costuma dizer que sempre foi fã de Ronaldinho Gaúcho. Em uma entrevista ao canal Fox Sports, o irmão dele revelou que o lateral fez uma profecia: “Ele falou ‘eu ainda vou jogar com o Ronaldinho Gaúcho’. Eu falei ‘não tem como, ele é muito velho’. E o que acontece? O Ronaldinho veio pro Fluminense. O Léo teve a oportunidade de jogar com ele. O Ronaldinho tocou para ele. Ele cruzou e o Fred fez o gol. Não tem como explicar Deus. Ele realizou um sonho”, afirmou, referindo-se a um gol contra o Goiás, em 2015.

Desempenho em 2018

Após uma temporada irregular pelo Fluminense, Léo Pelé foi emprestado para o Bahia em 2018. O desempenho dele continuou instável em Salvador, com atuações boas e ruins. Mas uma estatística negativa chama atenção: Léo Pelé acertou apenas 21 cruzamentos em 126 tentativas no Brasileirão. É um aproveitamento de 16% apenas, muito baixo para um lateral.

Em entrevista ao site do São Paulo, ele se descreveu um jogador que marca bem e chego no ataque com muita força. Até hoje Léo tem 3 gols na carreira, após 5 anos como profissional.

Duelos contra o São Paulo

Léo Pelé enfrentou o São Paulo 3 vezes na carreira e nunca venceu. No 1º jogo, quando ainda defendia o Fluminense, houve empate por 1 a 1. Depois, jogando pelo Bahia, ele empatou por 2 a 2 em casa e perdeu por 1 a 0 no Morumbi.

Veja também a ficha técnica de Léo Pelé:

Nome completo: Leonardo Pinheiro da Conceição
Data de nascimento: 06/03/1996 (22 anos)
Local de nascimento: Rio de Janeiro-RJ
Posição: lateral esquerdo
Altura: 1m83
Peso: 76kg

Clubes: Fluminense (2010-2016), Londrina (2016), Fluminense (2017), Bahia (2018) e São Paulo (desde 2018)

Títulos: Copa Rio Sub-17 (2013), Al Kass International Cup Sub-18 (2013), Campeonato Brasileiro Sub-20 (2015), Primeira Liga (2016), Taça Guanabara (2017) e Campeonato Baiano (2018)

Premiações: Melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro Sub-20 (2015) e Melhor lateral-esquerdo do Campeonato Brasileiro da Série B (2016)

Convocação: Período de preparação da Seleção Brasileira para o Sul-Americano Sub-17 (2012)