Próximo de sair do São Paulo, Nenê passa em branco em todo primeiro semestre e amarga reserva

  • Por João Vitor Rocha
  • 24/06/2019 18h34
LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDONenê deve deixar o são paulo em breve

A saída de Nenê do São Paulo já está praticamente sacramentada. O meia foi liberado dos treinos na reapresentação da equipe, nesta segunda-feira (24), para que possa resolver seu futuro. O camisa 10 deve deixar o clube do Morumbi sem ter marcado um gol sequer nos primeiros seis meses da temporada e amargando o banco de reservas.

Em 2019, Nenê fez 17 jogos, deu cinco assistências e não marcou nenhum gol. Mais da metade da participação do meia na temporada do Tricolor foi no Campeonato Paulista – 11 jogos e 4 assistências. No Brasileirão, o camisa 10 participou de apenas duas das nove rodadas – com uma assistência. Em toda sua passagem pelo clube do Morumbi, Nenê fez 72 jogos, marcou 12 gols e deu 12 assistências. Os números são do “Ogol”.

Nenê chegou ao São Paulo vindo do Vasco no início de 2018, aos 36 anos. O camisa 10 tem contrato com o Tricolor até o fim do ano, mas a partir de julho já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe. O experiente jogador já foi sondado por Fortaleza, Fluminense e Goiás no primeiro semestre.

Nenê foi um dos principais nomes do São Paulo no início do Brasileirão de 2018, quando o Tricolor fez uma excelente campanha e chegou a liderar por várias rodadas. Porém, a medida que o time comandado por Diego Aguirre caiu de produção, o futebol do meia também piorou. Já na reta final de temporada, o treinador uruguaio começou a colocar Nenê no banco de reservas.

Na atual temporada, os 11 titulares foi lugar pouco habitado por Nenê. O camisa 10 viu a ascensão de alguns garotos e o vexame da eliminação do São Paulo ainda na pré-Libertadores encurtarem seus últimos momentos no São Paulo. Desde a chegada de Cuca, as chances de Nenê foram minguando cada vez mais e o meia se viu descartado dos planos tricolores para o restante da temporada.