São Paulo começa reformulação contra Atlético-PR e enfrenta tabu

  • Por Jovem Pan
  • 04/04/2018 09h26
Rubens Chiri/saopaulofc.netAguirre vai escalar o São Paulo com três zagueiros

Quando o técnico Diego Aguirre chegou ao São Paulo, a fase final do Campeonato Paulista impediu que ele fizesse muitas mudanças drásticas no time. Foi preciso manter a base e tentar competir para seguir na competição. Porém, após a eliminação, o time tricolor poderá tomar novos rumos na Copa do Brasil e em breve no Campeonato Brasileiro. Essa reformulação terá início nesta quarta-feira (4), dia em que o tricolor enfrentará o Atlético-PR, na Arena da Baixada, às 21h45 (de Brasília).

Tudo indica que a reformulação começará com uma mudança drástica no esquema tático do time: antes a equipe defendia com uma linha de quatro defensores, mas agora Diego Aguirre indicou que vai escalar o time com três zagueiros, no 3-5-2.

Por enquanto a mudança tática não deve resultar na mudança de nomes da escalação. Na prática é como se o zagueiro Bruno Alves tivesse ganhado a vaga de um atacante. Nas outras posições não existem mudanças por enquanto: Sidão; Arboleda, Bruno Alves e Rodrigo Caio; Éder Militão, Jucilei, Liziero e Reinaldo; Nenê, Cueva e Tréllez. É até surpreendente que Aguirre não tenha tirado Militão da ala direita. Afinal trata-se de um jogador com mais capacidade defensiva, que subiu aos profissionais para ser zagueiro, mas agora precisará ser mais ofensivo.

É com esse time que o São Paulo tentará quebrar um tabu histórico: até o time nunca venceu o Atlético-PR na Arena da Baixada, estádio construído em 1999. Desde então, foram 17 partidas, com 17 vitórias do Furacão e 5 empates.

O Atlético-PR se motiva com esse histórico, mas também é um time que está em processo de construção. O clube decidiu colocar um time alternativo para disputar o Campeonato Paranaense e mesmo assim chegou na final, contra o Coritiba – inclusive perdeu o primeiro jogo da decisão por 1 a 0.

Já o resto da equipe está focado só na Copa do Brasil, na Copa Sul-Americana e na preparação para o Campeonato Brasileiro. Então trata-se de um time ainda pouco conhecido. A única certeza é que a equipe terá as características normalmente pedidas pelo técnico Fernando Diniz, como controle de posse de bola e marcação alta.

A escalação do Atlético-PR, também com três zagueiros, deve ter Santos; Thiago Heleno, Pavez e Wanderson; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Bergson.