São Paulo empata com o Sport no Morumbi e segue fora do G4 do Campeonato Brasileiro

  • Por Jovem Pan
  • 26/11/2018 22h00
LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDOEm atuação discreta, Diego Souza não consegue levar São Paulo à vitória diante do Sport

Assim como aconteceu na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando o São Paulo tinha a chance de entrar no G4 e foi derrotado pelo Vasco no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (26), os comandados de André Jardine ficaram no empate sem gols com o Sport, no estádio do Morumbi, e desperdiçaram novamente a oportunidade de ir direto para a fase de grupos da próxima edição da Libertadores da América.

Com o resultado, o Tricolor continua na quinta posição, agora com 63 pontos, mesmo número que o Grêmio, que conta com uma vitória a mais e leva vantagem na briga pelo G4. Já o Sport, continua na zona do rebaixamento, na 18ª posição com 39 pontos, mas vivo na luta contra o rebaixamento.

Na última rodada da competição nacional, marcada para acontecer no domingo (2), às 17 horas, o São Paulo visita a Chapecoense e se despede da temporada, enquanto o Sport recebe o Santos, na Ilha do Retiro, em Recife.

O jogo

O São Paulo iniciou o confronto contra o Sport tocando a bola, tentando encontrar espaço para chegar ao gol de Maílson. Mas, os erros de passe no meio de campo atrapalharam o time da casa a criar as jogadas de perigo.

A primeira grande oportunidade surgiu apenas aos 33 minutos, quando Reinaldo tabelou com Diego Souza na entrada da área e saiu na frente do goleiro do Sport. Só que ao invés de tocar para o gol, o lateral preferiu cair e pedir pênalti.

O árbitro André Luiz de Freitas Castro não marcou e ainda puniu o são-paulino com o cartão amarelo, que o tira do próximo compromisso do time na competição nacional de pontos corridos, contra a Chapecoense.

O Sport, por sua vez, permaneceu recuado praticamente todo o primeiro tempo e chegou apenas em um lance de contra-ataque, aos 37. Michel Bastos lançou Mateus Gonçalves. O atacante cruzou na área e Gabriel bateu forte, na rede pelo lado de fora.

Nos minutos finais da etapa inicial, o São Paulo presionou os visitantes. Aos 45, Helinho fez boa jogada e arriscou de longe, parando em Maílson. No lance seguinte, o camisa 37 lançou Liziero, que ajeitou para Nenê bater fraco, para nova defesa do goleiro rubro-negro.

A pressão seguiu na volta do segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Helinho, Everton e Liziero trocaram passes na entrada da área e a bola ficou com Nenê bater, dessa vez, forte para a boa defesa de Maílson.

No lance seguinte, após cobrança de escanteio, Helinho pegou o rebote da zaga adversária e, de primeira, bateu firme para o gol. A bola, porém, passou rente ao travessão da meta do Sport, levando muito perigo.

E o jovem atacante são-paulino seguiu incomodando a defesa rubro-negro. Aos 14, ele arriscou outro chute de fora da área, mandando a bola próximo do gol de Maílson. Aos 25, Diego Souza ajeitou para Helinho, que dominou e bateu procurando o ângulo, mas a bola foi para fora.

Se na primeira etapa, André Luiz de Freitas Castro ignorou a queda de Reinaldo dentro da área, aos 28 minutos o árbitro viu pênalti de Claudio Winck em Everton. Jogadores do Sport reclamaram bastante do pênalti, que foi desperdiçado por Nenê.

Após perder a chance mais clara de gol do São Paulo na partida, o camisa 10 foi sacado por André Jardine dando lugar a Tréllez. A mudança não deu resultado, apesar das tentativas de bolas levantadas na área, mas a defesa do Sport, atenta, levou a melhor.