São Paulo mostrou maior virtude do trabalho de Aguirre: garra e determinação

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2018 08h26
Rubens Chiri / saopaulofc.netDiego Souza fez gol da vitória do São Paulo contra o Rosario Central

O São Paulo não precisou de uma grande atuação para eliminar o Rosario Central, nesta quarta-feira (9). Mas o tricolor teve aquilo que é necessário em competições internacionais de mata-mata, como a Copa Sul-Americana: raça, garra e determinação. Nem sempre isso vai ser suficiente para vencer. Mas por enquanto é algo para ser comemorado, pois se trata da maior virtude do trabalho de Diego Aguirre.

Durante o começo do ano, o time treinado por Dorival Junior foi cobrado por estar apático, conformado e lento demais em campo. Desde que Aguirre chegou, é possível perceber que tudo isso mudou. A equipe sabe aguentar pressão com mais facilidade e corre atrás de resultados quando necessário, como fez contra o Atlético-MG no último final de semana.

Nesta quarta, o meia-atacante Nenê destacou essa nova qualidade do time: “tivemos garra e determinação até o final. Poderíamos ter feito mais gols, tivemos grandes chances. Depois, demos uma diminuída. Mas estamos muito felizes. Precisávamos dessa classificação”.

Aguirre seguiu o mesmo tom e destacou que o São Paulo “tinha que passar de qualquer jeito”, mesmo se fosse com sofrimento e sem boa atuação.

“Ficar fora hoje seria muito duro. Seria um golpe duro. Ainda bem que tudo deu certo. O mais importante nessa competição é passar e hoje passamos”, comemorou Aguirre.

Agora o São Paulo vai esperar o sorteio da Copa Sul-Americana para conhecer o adversário da próxima fase.