Para surpreender no Paulistão, times do interior apostam em medalhões e renegados

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2018 08h57
Montagem / DivulgaçãoDomingos, Tiago Real, Éder Luís, Correa e Caio Mancha são algumas das apostas dos times do interior para o Campeonato Paulista deste ano

Enquanto Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo se reforçam com grandes destaques do futebol brasileiro, times do interior buscam em jogadores veteranos e renegados uma alternativa para tentarem surpreender no Campeonato Paulista. E assim como nas edições passadas, a competição deste ano, marcada para começar na próxima quarta-feira (17), contará com velhos conhecidos dos torcedores em ação.

A Jovem Pan lista alguns medalhões e renegados que vão disputar o Paulistão.

Botafogo

O Botafogo de Ribeirão Preto, que em 2017 foi eliminado nas quartas de final pelo Corinthians, vem se reforçando com vários jovens emprestados. Destaque para um trio vindo do Fluminense, formado pelo lateral-esquerdo Mascarenhas, o volante Willian e o meia Danielzinho. Quem também vai defender a Pantera é Dodô, do Atlético-MG. O meia-atacante que surgiu bem no Galo em 2014, esteve emprestado a Chapecoense na última temporada.

Bragantino

Vice-campeão da Série A2 do Paulista em 2017, o Bragantino está de volta a elite do Estado nesta temporada. E para não decepcionar a sua torcida, o clube de Bragança Paulista foi em busca de reforços. Dentre os diversos jogadores que chegaram ao Massa Bruta, destaque para a dupla de laterais com passagens pelo Palmeiras: Lucas Taylor, campeão da Copa do Brasil em 2015, chega por empréstimo para a direita, e Gerley, que defendeu o Verdão em 2011, assume a esquerda.

Ituano

Campeão do interior na última edição do Campeonato Paulista, o Ituano pretende ir ainda mais longe este ano. Para alcançar este objetivo, o time da cidade de Itu vem se reforçando com jogadores ligados aos clubes da capital, em especial ao Palmeiras. O volante Correa, de 36 anos, foi o primeiro a ser confirmado, seguido pelo goleiro Vagner e o meia Juninho, estes dois últimos por empréstimo.

Ponte Preta

A temporada 2017 começou bem para a Ponte Preta e terminou de forma trágica: de vice no Paulistão ao rebaixamento no Brasileirão. Para tentar se reerguer, a Macaca liberou vários jogadores e foi em busca de peças consideradas importantes para o elenco. Trouxe goleiro, zagueiro e meio-campistas. Destaque para Vinícius Silvestre e Marciel, emprestados por Palmeiras e Corinthians respectivamente, Renan Fonseca e Tiago Real, contratados junto ao Botafogo-RJ e Coritiba.

Red Bull

Mantido pela multinacional de bebidas energéticas, o Red Bull demonstrou mais uma vez a vontade de surpreender no Paulistão. O clube que manda seus jogos em Campinas não mediu esforços (e dinheiro) para se reforçar. O goleiro Júlio César, ex-Corinthians, os zagueiros Tiago Alves, ex-Palmeiras, Ewerton Páscoa, ex-Santos, e os atacantes Éder Luís, ex-São Paulo e Ricardo Bueno, ex-Palmeiras, foram contratados. João Denoni, do Palmeiras, chega por empréstimo.

São Bento

Promovido a Série B do Brasileirão após grande campanha na Série C de 2017, no Paulistão o São Bento escapou do rebaixamento na última rodada. Para não passar por esse sufoco novamente, o time de Sorocaba foi em busca de reforços. O lateral Lucas Farias, do São Paulo, e o atacante Lucas Crispim, do Santos, chegam por empréstimo. Celsinho, revelado pela Portuguesa, e Léo Itaperuna, formado na base do Fluminense e com passagens pelo futebol suíço, vão defender o Azulão.

São Caetano

Campeão da Série A2 em 2017, o São Caetano retorna à elite do Paulistão depois de quatro anos. Porém, o time que chegou a contar com jogadores de destaque no cenário nacional, terá que recorrer a medalhões e jogadores sem tanta expressão. Entre os destaques para a temporada 2018, estão o meia Chiquinho, que passou por Santos, Flamengo e Fluminense, e o goleiro Helton Leite, que vem por empréstimo do Botafogo-RJ.

Santo André

Junto com o Red Bull, o Santo André é uma das equipes participantes do Paulistão 2018 que mais contrataram. E em meio a tantos reforços, o time do ABC Paulista trouxe jogadores que passaram pelos grandes de São Paulo. Domingos, zagueiro que defendeu o Santos, Tinga, ex-Palmeiras, e Lincom, no Corinthians, são alguns exemplos. Foguete, lateral-direito do São Paulo, e Lorran, lateral-esquerdo do Vasco, chegam por empréstimo.

Matadores e o xerifão

Não existe exceção entre os times do interior de São Paulo. Todos se reforçam com medalhões. O Linense, por exemplo, foi em busca de um atacante de peso para surpreender as defesas adversárias. O escolhido foi Wilson, atleta de 32 anos formado nas categorias de base do Corinthians e por onde jogou entre os anos de 2003 e 2007. Passou por Sport e desde 2012 atuava no futebol japonês, onde se tornou ídolo.

Quem também foi em busca de reforço para o ataque foi o Novorizontino, no início deste ano apresentou o experiente Magno Alves. O atacante que completa 42 anos neste sábado (13), tem passagens marcantes pelo Fluminense e futebol japonês. Na última temporada defendeu o Ceará na Série B do Campeonato Brasileiro e tem quase 450 gol marcados na carreira. Ele será comandado pelo técnico Doriva.

Outro atacante que vai disputar o Paulistão por times do interior e merece destaque é Caio Mancha. Revelado pelo Palmeiras, o jogador de 25 anos chegou a ser apontado como promessa no clube alviverde, mas nunca conseguiu corresponder. Passou por vários times (Portuguesa, Guarani e Rio Claro), até chegar a Ferroviária na última temporada. Participou da Copa Paulista, onde se sagrou campeão pelo clube de Araraquara.

Diferente do Linense, Novorizontino e Ferroviária, o Mirassol vai apostar no setor defensivo para não decepcionar no Campeonato Paulista. O Leão anunciou o retorno de velhos conhecidos do torcedor, como o goleiro Fernando Leal, que estava no América-MG e foi campeão da Série B, e o zagueiro Edson Silva, que defendeu o Londrina na última temporada e se sagrou campeão da Primeira Liga. O “xerifão” já passou pelo São Paulo e não deixou saudade.