Vasco quer impugnar derrota para o Grêmio por suposto erro do VAR

  • Por João Vitor Rocha
  • 15/07/2019 16h54
Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

O Vasco protocolou um pedido de impugnação da derrota para o Grêmio, por 2 a 1, no último sábado (13), em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva, nesta segunda-feira (15). O clube alega erros de procedimento do árbitro Rodolpho Toski Marques no lance que anulou o segundo gol de Yago Pikachu – no momento, o Cruz-maltino vencia por 1 a 0. A informação foi confirmada pela Jovem Pan.

O lance em questão aconteceu na saída de bola para o segundo tempo. Rossi disputou com Matheus Henrique e acabou acertando o rosto do jogador gremista com o braço. No decorrer da jogada, o Vasco acabou marcando o gol com Yago Pikachu. O árbitro Rodolpho Toski Marque foi chamado pelo VAR para analisar a jogada e achou falta do vascaíno. Rossi ainda recebeu cartão amarelo.

Paulo Roberto Alves Junior era o responsável pelo VAR no confronto entre Grêmio x Vasco. Curiosamente, Junior enfrenta o segundo pedido de impugnação envolvendo seu nome no Campeonato Brasileiro. O árbitro apitou a vitória do Palmeiras por 1 a 0 contra o Botafogo.

“O Club de Regatas Vasco da Gama informa que entrou, nesta segunda-feira (15/07), com um pedido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de impugnação do jogo do último sábado (13/07), contra o Grêmio, em Porto Alegre, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O Clube entende que o VAR foi aplicado incorretamente no lance do gol de Yago Pikachu marcado no reinício do segundo tempo, mas posteriormente anulado pelo árbitro Rodolpho Toski. Houve, portanto, um erro de direito, e não um erro de fato”, escreveu o Vasco em nota.